quinta-feira, abril 30, 2009

hoje...

continuei a receber mensagens e telefonemas de parabéns... MARAVILHOSO!
quem ainda não teve oportunidade pode fazê-lo que até ao próximo 28 de abril de 2010 ainda temos bastante tempo!!!

quarta-feira, abril 29, 2009

a beleza das coisas está nos olhos de quem as vê...

estou um ano mais velha e não vou esquecer nunca o dia e as comemorações do meu 32º aniversário. na escola a comemoração foi com os meus meninos, os meus professores e mais muitos meninos, professores e auxiliares da escola. ninguém me manda fazer anos no mesmo dia da escola onde trabalho! foi uma festa bem bonita para qual toda a gente colaborou entre as birras dos meus docinhos, a sua rudeza já familiar, o arrastar das mesas de um lado para outro, as minhas próprias birras (afinal a bebé era eu), uma animação, o de sempre que eu gosto tanto. muita gente me deu os parabéns especialmente porque brindei as pessoas de quem eu gosto particularmente com um cumprimento especial " podes-me dar os parabéns porque eu faço anos!". está bom de ver que faço a festa, mando os foguetes e apanho as canas... felizmente há gente que atura a minha criancice e até acompanha! mesmo quem não pode marcar presença pessoalmente esteve comigo e foi muito bom! tive muitas surpresas boas, que vou reservar para mim. houve bolo de morangos com chantilly, rifas, venda de sumos e bolos, pipocas muitas pipocas, cachupa, roda de kuduro, parabéns na sala de alunos e uma prenda muito especial...

a história da fada té

era uma vez uma menina chamada té.
té tem uns olhos muito expressivos e pestanudos, um sorriso lindo que lhe ilumina o rosto todo e uma palavra preferida: MARAVIHOSO!
o que a té não sabe é que é mesmo um ser especial!
ela ainda não sabe porque é uma menina gentil e despretensiosa de forma espontânea e genuína. assim sem dar por isso ou realmente como quem não quer a coisa...
a sua forma de olhar o mundo encontra sempre o melhor e mais positivo nos outros... gosta muito de ajudar e está sempre disponível. a té tem a mania de inventar dias para tornar significativos e presentes no quotidiano detalhes pormenores ou particularidades que o comum das pessoas não costuma valorizar.
como todas as meninas e todos os meninos, a té foi crescendo e um dia quis ser biologa marinha para salvar espécies em vias de extinção e descodificar a forma como os golfinhos comunicam.
já depois de iniciar este percurso foi mais forte um outro apelo: o da comunicação entre as pessoas! e a té decidiu ser psicóloga e ajudar as pessoas a descobrirem o significado dos afectos. afinal tudo passa ou deveria passar por aqui...
foi essa invulgar capacidade de se por no lugar do outro que se lhe deparou como um dom, assim quase por magia... ao estilo das varinhas de condão! a parecer por acaso, por ser mais intuido do que realmente reconhecido. não fora depois, as memórias da infância e das conversas com a avó...
agora tudo fazia sentido e na verdade tinha estado sempre dentro dela: a vontade, o sonho e não deixar de acreditar que é possivel.
um dom. como as fadas. MARAVILHOSO

a beleza das coisas (pessoas) está mesmo nos olhos de quem as vê

a todos um grande bem haja por tornarem o meu dia tão especial...

depois houve um jantar não menos maravilhoso e divertido!

terça-feira, abril 28, 2009

hamburgaria fashion...

já devem ter ouvido falar da nova hamburgaria que advoga o conceito slow food... imagem muito clean, os hamburger são de facto bons, preço aceitável, simpatia dos empregados e hoje fui servida por um português de portugal... será que este nome desta cadeia era premonição de uma pandemia de hamburgarias deste estilo... já tinhamos o H1 N1, o H5 N1 e agora vem o H3

segunda-feira, abril 27, 2009

o meu horóscopo de um destes dias...

Matar o sonho é matarmo-nos.

É mutilar a nossa alma.

O sonho é o que temos de realmente nosso,

de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.

Fernando Pessoa

pois é...

vi à pouco na televisão uma história sobre um miúdo que se chamava figo, era irmão do zidane e primo do rivaldo e do maldine... e hoje à beirinha de dobrar mais um aninho. estou a isto (imaginem o gesto) de passar para a bonita idade de 32. Passei o dia entre os meus meninos, as compras para actividade de amanhã, porque claramente este ano escolhi muito bem a escola e faço anos no dia da escola será festa todo o dia, ter feito brigadeiros e trufas de chocolate... veio-me à ideia que já é altura de pensar no nome do meu futuro rebento e pimbas já escolhi se for menino é maracujá se for menina será manga ou banana ;D

pois é meus amigos há coisas que não mudam... a idade avança mas a parvoíce permanece... dura, dura e dura!!!!

quarta-feira, abril 22, 2009

o meu puto...

há uns que me marcam mais que outros como em tudo na vida aqui não seria diferente. a marca que deixam depende dos momentos, das conversas, do que dão, do que levam, do caminho, do tamanho do coração. este, a quem me refiro é doce, apesar de mentir, me tentar enganar algumas vezes mesmo sabendo que provavelmente vai ser apanhado, de já ter sido injusto, ter atirado mesmo ao sítio onde ele sabia que ía doer... é doce!
foi ele que me atribuiu as minhas alcunhas, é atento, pede atenção e miminhos, sabe receber mas também sabe dar, todo ele é coração para o melhor e para o pior ;)
há pouco menos de uma hora tive a prova provada que não me enganei, o coração dele é do tamanho do mundo e mais um bocadinho... obrigada meu puto!

regressos...

hoje regressei à escola onde trabalhei o ano passado... foi bom rever algumas caras, abraçar algumas pessoas (as que mereciam o meu abraço), ver os sorrisos que durante alguns meses me acompanharam dia após dia, sentir saudades de outras que pelas mais variadas razões já lá não estão mas saber que estão bem (mesmo que isso possa não ser totalmente verdade). perceber que já esqueci alguns nomes mas que jamais esquecerei o brilho daqueles olhos e que não lhes fui indiferente. procurar o miúdo que eventualmente mais me marcou naquelas paragens e ao reconhece-lo ainda longe, abrir os braços e ver que os seus braços também se abriram meio envergonhados pela idade (abraçar uma professora é careta) trocar escassas palavras uma vez que os gestos disseram tudo...
apesar dos pesares encontrei miúdos e pessoas que me marcaram naquelas estranhas paragens!

terça-feira, abril 21, 2009

há coisas fantásticas...

os meus meninos foram convidados para cantar o nosso hino na inauguração da exposição nacional de mascotes piefs, na véspera da actuação não tinhamos certeza de transporte nem tampouco as duas turmas tinham ensaiado em conjunto, por volta das 11 lá chegou a tão desejada confirmação e começou a maratona de ensaios e preparações necessárias, compras para as refeições de todos os "mininos", encomenda do pãozinho do dia que sandes de pão duro ninguém merece, mais morangos que toda a gente gosta e a boa da teresa a arranjá-los às 11.20 da noite... uma animação!
o último ensaio na escola foi levado mais a sério por uns que por outros, mas estava buuuunito!
depois foi dormir a correr, levantar, arranjar as sandochas, rezar para ninguém se atrasar e não é que na hora combinada estavam lá todos... mesmo aqueles que nunca tinham ido a uma visita de estudo e partimos, telefonema de última hora para saber o caminho e chegámos a sarilhos pequenos, depois foi chegar, ver e cantar para pessoas importantes assim os donos dos piefs todos e os nossos meninos foram grandes e cantaram um hino de histórias de meninos que buscam um caminho de sucesso (escolar), em que a escola é abrigo e os faz sonhar. a melodia podia ajudar embalar uma criança e eles cantaram mesmo os mais insuspeitos e tornaram possivel aquele bonito momento... surpreendendo a assistência! o pief é isto ouvi de alguém... e foram convidados para repetir o momento em abrantes e deram-lhes os parabéns e depois fomos para até à porta da escola espairecer. no caminho disse-me o meu cantor de hip hop com faixas gravadas e tudo! aquilo é um hino, não é bem a minha música mas para hino é bem mais bonito que o hino de portugal! e na porta da escola fizeram roda de kuduro e dançaram ao despique e quem ganhasse recebia um chupa chupa enquanto eram observados por outros alunos da escola mas ali quem importava eram mesmo eles enquanto grupo... Prova superada! depois os jogos e enquanto eu explicava que havi muitos, muitos piefs começando pelo conselho de sintra e alargando para o país que ao todo eram 144, recebi o comentário (de um dos meus meninos) é que há cada vez mais bandidos que não querem ir à escola por isso é que são precisos tantos, sorri eu, sorriram eles e sorriram os alunos de outros pief's que se identificaram com a simplicidade da explicação e que aproveitam o facto dos pief's existirem sem se ofenderem... tempo para o almoço piquenic e para os moranguinhos que nos deliciaram e que partilharam sem confusões e antes da partida ainda deu tempo para nova roda de kuduro desta vez cacém/seixal em que o mais importante foi o convivio e ganharam todos os que se juntaram para assistir porque se apoiaram mutuamente... depois a entrada no autocarro e no final disse que não os acompanhava porque o pief da moita era o meu novo local de trabalho e a minha despedida era a razão para a visita de estudo, só para eles conhecerem o meu novo local de trabalho a história até estava a pegar até que um me fez rir à gargalhada quando me disse "não podes mentir assim chegaste no principio do ano e já te ias embora nã nã nã".
não sei se o pief é isto mas se for é muito bom!

não podem fazer o que querem, mas devem querer aquilo que fazem!!!
disse alguém que sabe destas coisas de aprender e ensinar


nota de rodapé: há quem diga que os mininos que cantaram o hino ingénuo e infantil, são bandidos, delinquentes, só fazem porcaria, são preguiçosos, mal educados e só arranjam problemas para eles e para os outros... mas felizmente eu (nós a equipa inteira) não acredito /amos nada nisso!

terça-feira, abril 14, 2009