terça-feira, setembro 30, 2008

musquinhas e musiquetas...

tem-me acompanhado nas viagens lisboa/cacém um cd maravilhoso "we sing, we dance, we still things"do jason mraz. claro que o meu gosto musical é discutível, mas a música é muito animada, levezinha e boa onda (tal como eu) tudo o que eu preciso para enfrentar mais um dia naquela bela localidade. há músicas lamechas? sim, mas eu também tenho uma enorme costela lamechas. deixo aí ao lado uma pequena amostra. em outras ocasiões o senhor já marcou a sua presença... aconselho também a exploração do site do senhor que é indicador de um grande sentido de humor!

domingo, setembro 28, 2008

Alberto Caeiro/ Pessoa


Eu não tenho filosofia: tenho sentidos
se falo na natureza, não é porque saiba o que ela é
mas porque a amo e amo-a por isso,
porque quem ama nunca sabe o que ama,
nem sabe porque ama, nem o que é amar....
Amar é a eterna inocência,
e a única inocência é não pensar...

sábado, setembro 27, 2008

dá-lhe cigano...

acabo de chegar da catedral e estou contente... o universo continua do meu lado e a puxar-me para cima, para o lado da expansão parece-me muito bem, 'bora aí então expandir ;)
mas o que realmente importa é que ganhamos à lagartada, estou contente!
apreciei também momentos bem buniiitosss durante o tempo que dispendi naquele belo estádio...
o aquecimento dos guarda redes está um must ele é passos de ballet, saltinhos de aeróbica, manobras de sumo, quedas de judo, aquele aquecimento está a coisa mai linda, até há um momento em que têm que andar à pato marreco!
depois tenho a dizer que o quique es muy precioso mesmo... aquelas duas esmeraldas que ostenda no lugar dos olhinhos M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O. está na categoria dos homens que valiam a pena nem que fosse só uma vez de 15 em 15 dias... um cigano upa, upa
depois temos o cigano de ouro o reyes, olha que pode não fazer mai nadita durante o resto da época, mas já valeu o investimento!
e a conferência de impressa também foi una preciosidad o florito, diz todavia mil e trezentas vezes por entrevista e disse que l'encantan los arbitros portugueses e a palavra que se seguiu não foi todavia!?!?, podes repetir quiquinho, acho que não conseguiu entender o teu ponto de vista... imagino que seja um senhor com um enorme sentido de humor...

sexta-feira, setembro 26, 2008

alerta...

temos um problema quique!!!
os jogadores do benfica estão às peças...
talvez fosse melhor que em vez de um departamento médico tivessemos um departamento de mecânica daquele mesmo bons tipo o da ferrari da f1

p.s. aguarda por mim que sábado far-me-ei representar por mim própria...
claro, há coisas que não se delegam

quinta-feira, setembro 25, 2008

time out details...

somos herdeiros do futuro... (portas de lisboa)
o fim é um bom principio... (portas de lisboa)
o melhor sítio é sempre entre a cabeça e o coração (jorge palma)
eu disse que estava feito não está é acabado (ouvido no metro)

isto e muito mais aqui

faster we learn, better we live...

everyone knows that no one who broke you, can fix you
or am i wrong???

42

Experimentem googlar:
the answer to life, the universe and everything

terça-feira, setembro 23, 2008

sexta-feira, setembro 19, 2008

para começar bem o dia...

find someone to fix you?!?!
by coldplay

When you try your best but you don't succeed
When you get what you want but not what you need
When you feel so tired but you can't sleep
Stuck in reverse

And the tears come streaming down your face
When you lose something you cannot replace
When you love someone but it goes to waste
COULD IT BE WORSE?

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

And high up above or down below
When you're too in love to let it go
But if you never try you'll never know
Just what you're worth

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

Tears stream down your face
When you lose something you cannot replace
Tears stream down your face
And I

Tears stream down your face
I promise you I will learn from my mistakes
Tears stream down your face
And I

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you.

quinta-feira, setembro 18, 2008

festas do mar 2008


giras, mas giras com a mascote da agência cascais atlântico e nossa fardinha mai linda...

quarta-feira, setembro 17, 2008

o amor é lindo...






são fantásticos estes postais
se quiserem ver mais
click here

um amigo meu desenha...


florestas encantadas;



mares sem fim;



lisboa;


slogans inspirados para rádios especiais...

desenha muito, muito mais e bem
ver aqui

terça-feira, setembro 16, 2008

cultura popular...

pois que pela primeira (e última) vez dediquei o meu tempo ao novo programa da teresa guilherme... que belas perguntas, que belo concorrente (contava a bonita idade de 44 anos) e que bela família... pergunta que me chocou... quando diz à sua mulher que a ama, está a dizer a verdade??? cara preocupada da esposa... depois do silêncio embaraçoso salta o sim do marido... continuação da cara preocupada da esposa... confirma-se a resposta... cara aliviada da esposa...
a minha pergunta quando esta dúvida assalta uma mulher valerá a pena manter a relação a qualquer custo, só porque fica bem, que ele já lhe chegou a roupa ao pelo não houve margem para dúvidas, que mais que tudo lhe importa o dinheiro, também foi claro... pobreza de espiríto também abundava naquela família, whatever...
sei que acredito no pai natal e num amor incondicional que se transforma ao longo dos anos, mas em que há coisas básicas que permanecem imutáveis... o respeito! mas eu sou ingénua, tenho deficit de hipocrisia e sou bastante cor-de rosa... talvez um dia tudo mude. mas espero do fundo do coração que nisto não mude a minha maneira de pensar nem um bocadinho...

para que conste...


ontem disseste-me sabes quem é especial?
não hesitei na resposta: - tu!
sorriste e contaste-me a história...
para mim és e sempre serás especial!

P.S. ai de quem algum dia te diga ou te faça sentir o contrário... terá de se ver comigo
e apesar do meu sorriso constante, não me queiram ver zangada...

segunda-feira, setembro 15, 2008

...

reparei há pouco... esta noite a lua está magnifica!

vá para fora...

... e lá fui eu! de boleia com o caniço (não é todos os dias que se encontram um motorista com esse calibre) e com pitt stops previamente combinados depois de cumprir todas as tarefas que me prendiam a lisboa... primeira paragem setúbal, saldo positivo choco frito e uns óculos do cigano, "10 € compra lá isso senão o senhor nunca mais nos larga", depois a bomba de gasolina para comprar aquele pão inesquecível e óptimo, and then all the way até à marina para fazer as últimas compras antes de iniciar o retiro... a viagem decorreu sem grande sobressalto muita conversa entre duas pessoas que pouco se conheciam e que apenas ao de leve podiam ter coisas em comum, sempre com muitos risos e aventuras de ouvir e contar... já nos esperavam no portão com saudades no corpo adivinhando os bons momentos que nos esperavam, naquela casa perdida ali tão perto da confusão. o abraço de bem vindos a receber-nos mesmo bem... pouco a pouco chegaram os restantes convivas mais ou menos conhecidos, de viagens mais ou menos longas. realizei que nestes fins de semanas sou decididamente a benjamim mas isso não impede que as conversas fluam apesar de no ano do meu nascimento já toda a gente soubesse andar de bicicleta sem rodinhas ou mesmo estivesse a preparar as primeiras aulas de código (estou a mentir a jo ainda só cruzava o mundo no seu triciclo rosa mas já sabia dizer freud e bion e outros muchachos do maravilhoso mundo que nos juntou)...
depois a refeições e o arroz óptimo mas sem sal, os grelhados e as sopas, mais as panquecas e outras iguarias que partilhámos na feitura e mais os filmes e os papeis e os meus meninos e os teus livros e as madrugadas rasgadas por risos e silêncios e olhares cúmplices com a minha pirulita e saber que há coisas que nos unem e coisas que nos separam como em todos os grupos recém formados. ser tal qual como sou, com a minha cultura pop, mais as compras e ir até à marina comer um gelado. o casaco que comprei e que é mesmo a minha cara. o group hug das meninas. o último jantar e o regresso à capital, porque hoje é dia de trabalho, mais conversas que tal como as cerejas não se esgotam, temas mais ou menos polémicos, o volante do clk nas minhas mãos pela autoestrada fora e o adormecer de confiança até à porta de casa, o último aceno com o olhar de quem cuida. fim de semana bom mas bom a repetir...
já vos disse que comprei 2 casacos lindos de morrer e deixei na loja as minhas economias do verão...

sexta-feira, setembro 12, 2008

E o que eu não dava para brincar com eles...

Pergunta do dia...

Que idade terias, se não soubesses que idade tens?

genial


todos temos pessoas/personagens fetiche
pessoas que não sabemos se gostávamos ou não de conhecer
podia quebrar-se a magia...
este senhor tem lugar cativo no universo nessas minhas pessoas...

Pagam-me para fazer o que faria de qualquer maneira e portanto sou uma criatura feliz

António Lobo Antunes

o universo é o maior...

acho que esta foi uma das poucas vezes que consegui cumprir um dead line
antes de ele se finar...
sem vontade, fazendo um esforço sobre humano porque sobre protesto,
sem prescindir das pessoas e de fazer o que gosto
esta semana o tempo foi elástico...
ainda não cheguei à fase de conseguir domar as horas de sono
e dormir só o imprescindível, porque adoro estar na horizontal,
ter a cabeça na almofada, até não poder mais estar na ronha,
mas percebi que se quiser contrariar essa tendência consigo
finalmente esgotei o vazio...
agora venho o choco frito, umas boas horas esticada ao sol,
as conversas ou os silêncios e tudo o que o universo estiver a preparar para mim.
que segunda feira volto à escola!

o claudio ramos que há em mim...

em alturas de bonança nada como recolher dar um nózinho e guardar num saquinho,
nunca se sabe quanto tempo durará a próxima tempestade
infelizmente há pessoas com pouca queda para formiga ;D

quinta-feira, setembro 11, 2008

quarta-feira, setembro 10, 2008

Ah! Afinal é assim que se faz...

conceitos incomuns...

esgotas o vazio...
assim de súbito terá sido o mais surpreendente, querido, rasgado elogio que me lembro de ter recebido!
esgotas o vazio...
gostava de acreditar que um dia para alguém vou ter a capacidade de o esgotar...
esgotas o vazio...
e esgotou-se o silêncio cortado com risos e gargalhadas
esgotas o vazio...
e a noite (de encomenda para permanecermos no terraço até horas indecentes) nas conversas, nos silêncios, no prazer de estar, de ser o que se é, nos olhares cúmplices, na inconveniência de uma comparação com a melhor das intenções, mas que por desconhecimento correu mal, acontece quando se juntam 3 desbocados...
esgotas a vazio...
que assim como a banda sonora foi um exagero daqueles, mesmo dos bons
esgotas o vazio...
desde que isso não afecte a minha capacidade de dizer um infinito de parvoeiras por metro quadrado
esgotas o vazio...
mas que não se esgote o tempo para construir uma memória de futuro!

o regresso à escola...

perguntaram muitas e muitas vezes, volta para cá este ano? assim como quem pergunta com vontade de ouvir... sim! mas não foi essa a resposta... volto para visitar, mas vou trabalhar para outro lado. os meus meninos quase não vi ainda estão de férias, é pena, excepto um... que me disse: voltas para cá este ano... esquecendo que eu sou professora e ele aluno, mas foi bom de ouvir, de saber que a distância entre mim e ele na (longa) ausência se esbateu, respondi que não mas que mandasse beijinhos meus a todos tu sabes quem... sorriu. segui com a sensação de, apesar de tudo, talvez tenha valido a pena passar por ali, mesmo que por pouco tempo, num flash que me ensinou tanta coisa. assim que entrei no carro vislumbrei ainda ao longe um vulto conheci, parei e saí para cumprimentar, para saber noticias da nossa menina e fui recebida por um sorriso, que ainda que sem dentes, me aqueceu mais que o sol que brilhava sobre lisboa áquela hora!

terça-feira, setembro 09, 2008

E por falar em Universo...pega lá

Lá em cima...

O fim de semana no Algarve deixou-me com a cabeça no espaço...e está a ser muito difícil regressar ao planeta Terra...

segunda-feira, setembro 08, 2008

armas...

o riso é a arma mais potente...
ninguém consegue travar um ataque de riso!
(tirado de um livro que ofereci "sorriso")

domingo, setembro 07, 2008

agora a versão (quase) sem pessoas... sw 08

vocês são o meu...


assentaram arraiais entre a ...


e a ...


abriram-me as...


e as...


do vosso coração para nunca mais me sentir...



são o meu...


não sei se já tive oportunidade de dizer mas...

gosto-vos!!!

p.s. era para por aqui fotos mas não é preciso vocês sabem bem...

sábado, setembro 06, 2008

estórias de mundos que não o nosso...

há muito muito tempo, num pais que não vem no mapa que descobri por acaso, numa das minhas muitas viagens a países longínquos sem nunca tirar a cabeça da almofada, vivia um pescador, vamos chamar-lhe João e ao seu país o das flores. o seu tempo nunca chegava, dividia-se entre as lides da pesca, o seu viveiro, que há muito começara a construir do qual cuidava com desvelo e o sonho de um dia partir. o tempo nunca lhe chegava pela constante vontade de estar sempre noutro lugar e nunca naquele em que se encontrava. a sua vida era povoada de gente constante, e de outras gentes que, tal qual pirilampos, mostrava o seu brilho fugazmente... o pescador continuava sempre na sua ansiedade de procura... lá para as mesma bandas deambulava uma fadinha cor-de-laranja. a vida da fada era simples povoada de muitas alegrias e algumas tristeza como é normal na vida das fadas, pelo menos das que eu conheço. um dia enquanto descansava da sua lide laboral o olhar de João cruzou-se com o da fada e o coração dela estremeceu, a custo conseguiu disfarçar, se há coisas que as fadas fazem bem é disfarçar o que lhes vai lá dentro... a fada sorriu ao pescador e voou para longe,mas a partir desse dia voltava sempre ao mesmo lugar ansiando um novo olhar e outro e mais outro, pois o seu coração estremecia sempre, acho que cedo se apaixonou... guardou esse segredo para si, sabia-lhe as preocupações, sabia a complicação da vida de pescador, enleada nas redes que usava na sua arte. ficaram amigos. conversavam muito sobre ideias e sonhos e coisas muitas coisas. tempos mais tarde depois de muitas conversas a fada mentiu-lhe, disse-lhe que se algum dia se apaixonasse por ele voaria para longe para nunca mais se verem, embora há muito já estivesse apaixonada, mas... preferiu mentir-lhe. achou que era isso que o pescador queria ouvir e fez-lhe a vontade. depois passou muito muito tempo e o pescador tinha cada vez menos tempo para a fada laranjinha.... ela estava triste e disse-lhe que ia partir para longe, para sempre, de vez... só lhe pedia que se encontrassem uma última vez para ela lhe deixar um tesouro. partiu em busca dele... engendrou uma maquineta que lhe permitisse mandar no tempo, que o fizesse acelerar ou abrandar conforme fossem os desejos de João, depois quis dar-lhe o sol, a lua, as estrelas e planetas e assim que conseguiu reunir tudo guardou numa caixinha. para ela era fácil juntar um tesouro que significasse o pescador tudo lhe lembrava dele. a seguir quis oferecer-lhe o mar, mas como pudesse fazer falta ao demais, colheu apenas uma pequena parte e guardou junto de si. mais adiante ainda na praia reparou nas conchas de muitas cores arrecadando-as também. seguiu para a montanha e bem lá no alto tropeçou no mais lindo cristal que os seus olhos viram e recolheu-o também, já que era laranja tal como ela. o tesouro estava agora completo. a fada regressou ao sítio do primeiro encontro, feliz por antecipar o olhar do pescador no seu sorriso, mas ao mesmo tempo apreensiva porque muito tempo se tinha passado desde o último sorriso trocado, adivinhava as aventuras vividas pelo pescador e sobre as suas guardou silêncio. enquanto esperava adivinhava os sorrisos que se seguiriam, as conversas, as saudades e ansiava a reacção ao tesouro que tinha recolhido para lhe oferecer... perdida nestes pensamentos nem se apercebeu que dela se acercou uma velhinha, silenciosa, com olhar doce e sábio. perguntou-lhe que fazes aqui tão sozinha menina? espero pelo meu amigo João... mas logo lhe contou todos os pormenores da sua aventura em busca daquele tesouro mágico e cheio de significados. a velhinha, cujo tamanho da sua sabedoria era igual ao tamanho da sua idade multiplicado pelo tamanho da sua solidão disse-lhe com voz doce:
- menina, belo é o teu tesouro que tanto trabalho te deu a juntar, mas devias ter percebido que já ofereceste ao pescador o maior e mais belo tesouro que alguma vez poderás oferecer a alguém e ele recusou - o teu coração! parece-me que o teu esforço foi em vão... mas não te entristeças porque esta viagem fortaleceu-te e tornou-te ainda mais valioso o tesouro terás oportunidade de oferecer a outro alguém. um dia vais encontrar alguém que saiba reconhecer no brilho dos teus olhos, no significado das tuas palavras, no som do teu sorriso o valor do teu tesouro...
e a história já vai longa, assim sendo acaba aqui!!!

quinta-feira, setembro 04, 2008

um menino mesmo muito especial

eu - se calhar vou trabalhar para longe...
m - ooooooooooooooooooo
eu quero-te aqui
eu - talvez n seja preciso ir para tão longe e assim posso ir ver uns jogos teus
m - mas se for para melhor, eu estou aqui para te apoiar
eu - és um fixe, m

há miúdos de 11 anos extraordinários... dizem-nos com a maior simplicidade o que sentem, assim da boca para fora, abusando da espontaneidade que nos ensinam ao logo da vida que devemos domar.
espero que continues a crescer sempre mais e nunca percas o que te faz ser tão especial, menino!

azul suai...


... ou como 3 meses podem ser decisivos na vida de uma mulher!!!

"esta vida dá-nos cada lição... enquanto me estive a cagar para tudo, esteve sempre aqui, segura. agora que reconheço uma data de merdas pira-se sem mais nem menos!"

este foi o livro que comecei e acabei ontem, leitura de verão, bem light como se quer nesta altura do ano, recheado de lugares, mais ou menos, comuns, mas muito agradável de folhear...
a aventura acontece a 13000 km de Portugal, num lugar para mim cheio de significado, do qual desde sempre ouço falar e desejo conhecer, a terra do sol nascente... chegará o tempo certamente

quarta-feira, setembro 03, 2008

bom dia alegria!!!

serigrafia tirada do site planeta tangerina

o link está na lista aqui ao lado...


finalmente as fotos da zambujeira...

as três em pose de parecer magrinha


e foi assim curto mas muito intenso...

as giraças a banhos, muitos de sol e poucos de mar (se bem que a temperatura da água do mar é bastante relativa e em relação ao polo sul naquela água estavamos muito bem)



os giros todos nos concertos

a coca-cola chega-nos bem somos assim muito... auto suficientes!

juntas e sempre atentas, para o que der e vier...

estes sorrisos já se trocam há uns tempos largos unidas pelos atacadores, até... sempre!

always there for you as you are for me

às vezes também sózinha (mas convosco no coração), na rua da(s nossas) saudade(s)
ainda faltam 365 dias de muitas estórias e encontros,
até nos voltarmos a encontrar aqui
novamente...
sempre na mesma esquina...

terça-feira, setembro 02, 2008

e agora rumo a sul...

depois de dormir a correr porque a hora de deitar nada tem a ver com a de levantar a menos que coincidam, não é patrãozinho???
rumámos a sul, a caty para retomar as suas funções laboraias e eu para uma entrevista... partimos de lisboa à hora combinada, perto de santiago do cacém não é que o carro começa a aquecer... paragem forçada, colete e triângulo e com as nossas habilidades de mecânicas experientes resolvemos os problema que não hou um único cavalheiro a fazer a fineza de nos dar uma mãozita, tb não foi preciso, next stop cercal encher o carro... mil fontes, zambujeira (que saudades) mas sempre a andar porque estava atrasada, odexeiche, aljezur, decarregar em lagos e voar até loulé. 10 min de atraso e lá começámos a entrevista, sem muit tempo para pensar lá me foram surgindo as respostas, uma e outra e mais aquela que tinha perdido no caminho, porque as conversas são como as cerejas e apesar da falta de voz que ficou mesmo por cascais as palavras sairam fluidas e no fim ainda antes do término da entrevistas já me contavam na equipa e disso me informaram!
e agora?!?! rumo a sul... ou detenho-me por lisboa... a ver vamos que isto de viver é muito divertido e cheio de surpresas!!!

até ao fim...

as festas do mar continuaram sempre em grande... e o balanço foi muito positivo...
mais de 800 t-shirts pintadas para a delicia dos piquenos, muita cantoria, sorrisos e mais sorrisos, parece que tb houve alguma discusão "é a minha vez o meu bernardo chegou muito antes da tua constança", os passeios de barco, não naufraguei nem mais uma vez... a minha voz foi-se sumindo mais e mais até ficar só um fiozito que ainda me servia, para avisar a criancinhas que eu era má, muito má, sempre com um sorriso nos lábios... mais a festa da quebra mar, confissões ao pé do ouvido, as farturas, os menús da carne alentejana, as refeições nas pescadoras, mais as sangrias de fim de noite e umas imperiais que depois do trabalho caiam bem, mas bem!!! é tó, é ny, é tony carreira!!! o martin continuou a aparecer e o kiko também, a narita furacão... tb houve histórias e estórias que contámos ao petizes que aumentaram a sua cultura muito além do noddy e do winnie the pooh ;). o benfica não ganhou mas estive lá. mais uma entrevista de emprego para segunda feira, sempre a correr, sem tempo para pensar demais, nem para fazer compras, conversas de ocasião, bom muito bom!!!
obrigado francisco, obrigado bernardo
para o ano há mais certo?!?!?