quarta-feira, dezembro 31, 2008

um grande bem haja a 2009




com os dados já lançados...
aqui vamos nós!!!

retrospectiva...

estou cada vez mais como as crianças:
- por causa do sorriso constante ou por outra coisa qualquer levam-me pouco a sério e por isso que zango fecho a mão com muita força como se a reclamação fosse muito mais incisiva
- acredito que se fechar os olhos e pensar com muita força numa coisa ela se torna realidade (e não é que às vezes resulta)
- acho que tenho o poder de fazer os outros felizes (e sei que em certos momentos o consigo)
- quando sei que tenho que engolir um sapo enorme para conseguir o que quero, faço-me desentendida e lanço o meu maior sorriso para desarmar o interlocutor em prol de uma causa maior
- choro no cinema em quase todos os filmes
- quando não gosto de uma coisa, ponho na borda do prato mas não deixo que me passe na garganta só porque assim é mais educado
...

de 2008...

... espero que fique o que foi realmente importante e que cresça até ao limite do infinito, que do sítio onde me vejo hoje ainda não consigo perceber exactamente a tudo o que me refiro...

no entanto, há momentos transparentes que ajudam a que alguns ao observar de longe me digam: - tu és mesmo feliz, não és? a minha resposta é curta: sim! mesmo não tendo a certeza que isso seja a verdade, toda a verdade e nada mais que a verdade, será isso realmente importante?!? (a ideia que os outros têm de mim?!?) mas a felicidade não se compra e eu tenho a ingenuidade e genuinidade suficiente para me sentir feliz em muitos momentos da minha vida...

momentos como os de ontem
- em que escolhi os padrinhos para um filho que não faço ideia se alguma vez terei (mas gostava muitíssimo, não a qualquer custo), em que disse tudo o que sentia a alguém que me importa e que percebi que o mundo onde não pertenço esbate a minha felicidade mas não me prende... em que fui oficialmente convidada para ser madrinha de um rebento (que também ainda não existe fisicamente) devem andar os dois de mãos dadas perdidos algures num mundo paralelo onde vivem todos os bebés imaginados e desejados, que esperam só uma oportunidade para se materializarem... em que ouvi que era a melhor amiga de alguém que também o é para mim levas o óscar mas neste grémio existem mais pessoas que ocupam lugares igualmente importantes o meu coração é uma pensão com muitas penthouses
- em que jantei com com outra laureada com o mesmo galardão só pelo prazer de estarmos juntas a conversar
- em que do outro lado da linha estava mais uma forte candidata ao prémio e falámos das coisas da vida e de tudo mais o que nos apeteceu
- em que marcaram presença algumas das pessoas mais importantes da minha vida por isto ou por aquilo só porque sim
tudo isto porque dou ao tempo o valor e a dimensão que ele realmente tem e trato de o aproveitar da melhor maneira que sei e posso com as pessoas que me fazem feliz


terça-feira, dezembro 30, 2008

someone is out there watching for me...

e subitamente ouvi esta música na rádio... não podia ser melhor banda sonora para a despedida de 2008! (foi-me impossível sacar o teledisco original do video codes e tenho pena porque está maravilhoso)
é mesmo isto tem a energia suficiente para a despedida deste ano que foi, vá mais ou menos e óptimas vibrações para arrancar para o próximo que será no mínimo um ano mais ou menos que aprendi que não se deve embandeirar em arco e dizer que somos felizes porque atrai invejas...

vai daí que desejo a todos os leitores e não leitores um 2009 mais ou menos, just in case!

p.s. uma atenção especial às coisas e pessoas das quais i love the sound of you walking away e que me fizeram gostar ainda mais desta música que vai ficar por aqui como banda sonora enquanto me apetecer ;)

coisas estranhas no natal em lisboa...

pois que ainda não tinha aqui mencionado as cenas inusitadas que assisti este ano em vésperas de natal...
ora vejamos, Figo às compras em lisboa. eu que pensava que este ilustre cidadão do mundo já se tinha esquecido do caminho para portugal e não é que vou a passar ali perto da baixa e zás... avisto o senhor provavelmente desejando feliz navidad aos transeuntes! não estava mesmo só a voltar da louis vuiton nas últimas compritas e parou ali o carro às três pancadas deixando o chouffeur no popó, para não atrapalhar muito, ou não! vai daí mais umas horitas passadas vou por gasolina e aparece-me um jovem de ar duvidoso a perguntar se não lhe arranjava uns euritos que tinha ficado sem gasolina e precisava de ir até alverca, disse-lhe que não tinha dinheiro mas quando me cruzei outra vez com o senhor lá lhe dei uns 80 cts que tinha no bolso. logo a seguir, perto do prior velho a visto senhor a atravessar a segunda circular em cuecas, era dezembro e parecendo que não à noite faz frio... um grande bem haja às situações inusitadas de natal!!!

domingo, dezembro 28, 2008

optimização do processador...

gostava de ter um pop-up que me abrisse o olhos naquelas coisas bem óbvias que só não vejo porque quero acreditar em sei lá o quê...
saltava uma janelinha e tinha uma mensagem:
- atenção: erro no carregamento o seu sistema pode bloquear
- virus alert: esse programa é nocivo
- warning: faça reboot agora esse não é o caminho!!!
ou então poder fazer reset a determinados momentos que geraram mais e mais momentos duvidosos, economizava a memória, algumas mazelas e não se perdia grande coisa. ganhava espaço e perdia informações desnecessárias.
consigo convencer-me de cada coisas, acho que devia fazer um reprocessamento do sistema, simplificá-lo, seguir as coisas by the book, sem saltar patamares. isto de ser demasiado impulsiva ou simplesmente não gostar de jogos de esconde-esconde, complica-me o percurso... i should be used to it instead of thinking that maybe this time will be diferent. uma vez que a única constante é mesmo o meu processador acho que vou aproveitar e fazer um up-grade, acho que já é tempo!!! embora se saiba que nisto da informática é mais proveitoso comprar novo que reparar o já existente...

sábado, dezembro 27, 2008

para a wwf





I recommend Hotels Combined and sent $20 to World Vision!



sexta-feira, dezembro 26, 2008

pelos olhos deles...

... a professora nunca chega atrasada porque acorda com o mar...

não quis desencorajar a simplicidade e beleza da explicação

mas na verdade é com o rio que acordo, que é mais tranquilo e igualmente bonito, acho que só tive a verdadeira noção da vista com a qual acordo, quando a miúda me chamou a atenção, às vezes, é bom ver as coisas pelos olhos dos outros, que nos são queridos e especiais... por vezes, os nossos não conseguem ver para além do óbvio...

isto fez-me lembrar uns versos de sophya, também vizinha, que um dia escreveu:

"Quando eu morrer voltarei para buscar
Os instantes que não vivi junto do mar"

é muito fácil ser feliz, excepto quando é difícil!

segunda-feira, dezembro 15, 2008

Miguel Esteves Cardoso

Quero fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calcas e das contas da lavandaria. Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e a mínima merdinha entram logo em "dialogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-socio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas. Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá tudo bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, banalidades, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo? O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alivio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "da lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. é essa a beleza. é esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. é uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida as vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um principio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não dá para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. é a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. E por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante é dia e dura a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem. Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar é não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir. A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E vale-la também.

sábado, dezembro 13, 2008

mensagens do café...

em tempo de alinhamento da lua cheia, com Júpiter e Venús, parece que o universo continua do meu lado e manda-me mensagens simpáticas no café... eu que sempre estive atenta a estes pacotinhos nunca me tinha cruzado com este e gostei.

... um dia deixará de ser só um dia e passará a ser o nosso dia.

fica aqui a promessa que um dia o ofereço a alguém que o mereça... ou então só porque me apetece!

encontro com a psp ou como a vida me corre bem

pois que um dia deste saí de casa e logo pela manhã a brigada de trânsito mandou-me encostar... bom dia, os seus documentos, por favor! comecei a reunir os documentos entreguei-os que já tinha e fui em busca da carta verde, disse ao senhor que visse o selo enquanto eu a procurava. o seu selo está fora de prazo, aguarde só um bocadinho, não estou a encontrar a carta verde, deve estar em casa... o senhor disse-me olhe deixe estar, eu vou confiar que tem o seguro pago e nem vou passar o papel que a obriga a ir mostrar a carta verde à esquadra, mas olhe que poderia passar-lhe uma multa de 250€, porque está a circular sem o selo actualizado, mas pode seguir... há dia felizes ;)

a "minha" lenda de sintra...

diz a lenda que há muito, muito tempo,, havia uma bela donzela cristã que se chamava Maria Teresa. estava noiva de um cristão velho e rico.
certo dia, a donzela passeava com a sua aia pelos jardins verdejantes e perfumados, junto a uma gruta de águas cristalinas, quando o seu olhar avistou um elegante mouro.
- reparai, Briolanja, que belo moço!
- e reparo que não tira os olhos de vós!
- não digais tal coisa Briolanja. sabeis muito bem que estou noiva de d. Mendes da Cunha e Silva.
a partir desse dia, sempre que Maria Teresa passeava pelo jardim, colhendo rosas, encontrava junto à fonte, um poema de amor escrito pelo mouro, d. Panzo. o coração de maria teresa, não mais resistiu aos encantos do seu poeta admirador.
a noticia deste amor rapidamente se espalhou por toda a vila. quando d. mendes da cunha e silva soube deste caso logo desafiou panzo para um duelo junto à gruta.
o confronto iniciou-se e eis que subitamente maria teresa se colocou entre a espada e o seu amado sendo ferida de morte por d. Mendes.
diz o povo que a alma de dona Teresa encarnou numa fada que à meia-noite vai para a gruta chorar de saudades do seu amado Panzo.
ficou esta gruta conhecida desde então como a gruta da fada...



esta história foi escrita pelos nossos meninos da turma 2, a propósito da visita de estudo a sintra e foi declamada pelos próprios como presente para os nossos meninos da turma 1, junto à gruta que existe nos jardins do palácio da pena, onde d. teresa ainda hoje vai chorar de saudade...
perguntou-me a minha irmã quando leu "qual é a parte real desta lenda?" repondi-lhe eu... a gruta, a magia dos jardins do palácio, que existem mouros que são bons mocinhos e que qualquer dona Teresa que se preze não hesitaria entre a dinheiro do rico cristão e o amor verdadeiro do mouro, nem que para isso tivesse que perder a vida... acho que ainda estava embuida pelo espírito de Cintra!

a minha mais que tudo...

está crescida, simpática, doce, feliz, parecida com a tia teresa (diz a mãe) logo é do benfica e já fica atenta aos senhores vermelhos que correm naquela coisa verde à espera que eles consigam por aquela bolinha no rectangulozinho branco mas muito mais bonita (digo eu) e o meu irmão está feliz, o pai mais babado do mundo (pelo menos do meu mundo, é mesmo esse que me interessa).


acho que não são necessárias palavras, basta mesmo esta carinha para dizer tudo...


P.S. há uma coisa muito comum entre mim e a guigas em certas fotografias fazemos lembrar o rodolfo a rena do pai natal, os nossos narizes brilham ;)

sexta-feira, dezembro 12, 2008

significados

quem nunca namorou em sintra nunca namorou de verdade...

e pelo que pude descobrir e conhecer da zona, da magia, da serra, dos lugares, das lendas, parece-me que a pessoa que o disse a primeira vez tinha total noção da realidade!


e com esta simples frase que o uma amiga me disse a propósito da visita de estudo, tudo ficou mais claro, à luz desta frase parece-me que está tudo explicado... eu é que ando distraída ;)

quarta-feira, dezembro 10, 2008

eu bem sabia


pois que o senhor jason lá percebeu que lisboa merecia a sua presença e lá vou eu feliz e contente contar os minutos até 19 de março para entoar "i'm yours" em plenos pulmões ali no meio da arena do campo pequeno...

...

só corpo, desligado de tudo, perdido, de alma aprisionada bem fundo, lá dentro, um bocadinho depois de onde se pode alcançar.
corpo aliciante, definido, quente e suave com alma escorregadia que foge e se esconde quando parece querer abrir-se farta da distância que se impõe, porque só corpo.
olhar triste, sorriso doce, atento, envolvente mas só corpo.
corpo quente, alma anestesiada, a navegar numa outra dimensão que limita o encontro, para lá do prazer.
outro corpo que nunca aprendeu a ser só corpo, por incapacidade de se desligar do todo, de se compartimentar, para usar só o corpo.
corpo incapacitado de jogar este jogo que apetece e não se esgota assim, porque sente que as regras amputam o mais intimo de si.
corpo que não consegue fingir ser só corpo porque a alma o impede e contra isso não quer lutar sob o risco de acordar e deixar de se conhecer.
só corpo(s) de delito, de prazer, de segredo cujo o encontro não se deu, num tempo que se perdeu...


terça-feira, dezembro 09, 2008

magia

há sítios que têm um potencial mágico em nós... eu tenho um muito especial pelo qual tenho o maior carinho, que foi o meu local de estágio, a minha casa da praia... uma vivenda velhinha mas cuidada, ali para os lados da junqueira. é o meu refúgio para os dias menos bons, mesmo que seja só através das recordações, um sítio onde me sinto bem, querida, onde os sorrisos das crianças iluminam os espaços, é tudo tão familiar, tão bom... um sítio do qual tenho saudades mesmo antes de sair, mas sempre que volto é como se não tivesse passado o tempo. mas passaram 7 anos. à chegada cruzei-me com a zoe e depois a d. conceição, a tia locas e ajudei a fazer nascer presépios das mãos dos meninos e várias pessoas vieram cumprimentar-me, trocamos sorrisos, mimos e poucas palavras, também não são precisas. as cores e os cheiros, os ambientes e as texturas, as rotinas mantêm-se acho que é essa constância que torna especial aquele lugar e por isso o torno tão especial, tão mágico, tão meu...

sexta-feira, dezembro 05, 2008

só há uma coisa que não me acostumo...

isto de nas escolas as pessoas se tratarem por colegas... sempre ouvi dizer que as colegas não trabalham nas escolas. pelo menos que se saiba!

quarta-feira, dezembro 03, 2008

alegria no trabalho

em conversação com alguns colegas uma presenciais outras pelo telefone, considerámos positivo para melhor o ambiente implementar dias mundiais de... coisas giras. é que a pretexto dos dias mundiais a pessoas libertam-se bastante afinal está o mundo inteiro a festejar a mesma coisa. foram surgindo ideias algumas bem interessantes que passo a partilhar:
dia mundial do beijinho
com a variação dia mundial do beijo na boca
dia mundial do apalpão no rabo
dia mundial do abraço
dia mundial do anda cá se queres ver
dia mundial do vai lá vai e não leves a manta
dia mundial do pelo sim pelo não mudei de cuecas
dia mundial da camisola beeeeem bunita
dia mundial do tá quieto macaquinho
dia mundial do xorrilho de disparates (este eu comemoro várias vezes por dia, todos os dias)
dia mundial do pão com manteiga
dia mundial do chá com leite
dia mundial dos bons mocinhos
dia mundial das piquenas maravilhas

verificámos que alguns vamos implementar já, outros vamos implementar noutros empregos, outros não vamos implementar de todo, no entanto valeu pelas risadas que demos enquanto dissertávamos sobre este assunto ;)

segunda-feira, dezembro 01, 2008

mesmo isso...

... é uma pena que ainda não tenham inventado um tele transportador, era pensar e no momento a seguir zás!!!
apetecia-me tanto estar aqui...



praia do sono paraty


assim com'ássim é mesmo para a cama que vou
estou certa que o meu soninho ali naquela areia ia ser bem mais tranquilo

sentido(s)

estava a pensar na importância do sentido... devemos dar mais valor ao que é sentido ou ao que tem sentido. na minha vida já muitas coisas tinham sentido e acabaram por sucumbir porque não eram sentidas das mesma maneira... outras tantas não tinham sentido, mas deixei-me ir entre perdas de sentidos, mundos sem sentido, vias de sentido único que desembocavam em paraísos breves que com o tempo deixaram de fazer sentido, algumas vezes quando ainda eram sentidas. os segundos sentidos de coisas que nos disseram que faziam sentido. o sentido que damos a pequenos pormenores que só por si de nada valem. o sentido que os outros atribuem aos nossos sentidos, que podem ter sentido mas que provavelmente nem sequer são sentidos...
faz sentido pensar nisto, todo o sentido!
acho que já me perdi no sentido de tudo isto... pstt podes dizer-me qual é mesmo o sentido de tudo o que tenho sentido?!?!?


encontrado aqui

rtp memória Vs tesourinhos deprimentes

quem será que escolhe as grelhas televisivas com que nos brindam??? existem programas que revisitamos por saudade por nos trazerem memórias de tempos antigos, de acontecimentos, de épocas em que as coisas faziam sentido assim tal qual. delas guardamos o melhor e no reviver da coisa percebemos que não voltará a ser o que era mas apesar de tudo ainda gostamos, uma vez que olhamos com o filtro das recordações e revivemos com carinho.
depois há os tesourinhos deprimentes... queremos esquecer e eles insistem em impor-se deixando-nos perplexos com a falta de... nexo, sentido, já nem sei! só podemos rir... já que apareceste sem ser convidado fica a saber que não és bem-vindo! não é fácil de dizer, mas se é mesmo isso que sentimos valerá a pena rodear a questão... provavelmente confunde-se a frontalidade com a arrogância... é a vida! mas como esta é demasiado curta para nos darmos ao luxo de a deixar escapar por entre os dedos, prefiro assim sem espinhas...

hoje é segunda feira...

com sabor a domingo, um domingo arrastado de ontem e tirado a ferros sem fazer nenhum e com resquícios de uma velha lembrança tormentosa que volta e meia insiste em impor-se, que eu volto a chutar para canto sem qualquer necessidade porque esse jogo já acabou há muito, as equipas escolheram a sua táctica, como não existia árbitro, quando uma decidiu que o jogo estava no fim, deu-se por finalizada a partida... agora não faz sentido (re)actualizar a coisa numa partida amigável, até porque a constituição das equipas em causa está longe de ser a mesma, já ninguém se conhece!

... apetece-me qualquer coisa que não sei descrever, algo de emocionante, algo que me surpreenda, que me faça tremer, uma novidade (acho que por esta descrição quero um ovo kinder).

domingo, novembro 30, 2008

o gato que há em mim...

pois que um dos sketches de hoje me fez lembrar as figuras que faço na porta da escola com os meus putos... há alturas em que me comporto tal qual eles, o que não é necessariamente mau. isto de ser benfiquista, assim mesmo, cá do fundo dá nestas coisas! sim foi mesmo o dos pois perdemos por 5 e o teu clube por quantos é que perdeu... fui apanhada de surpresa no dia anterior nem me apercebi que havia jogo e vá de entrar na discussão com os putos! discussão bem imatura por sinal, mas ainda revisitei um bocadito da história do futebol, argumentando da grandeza do clube do meu coração... por acaso este ano até posso puxar dos galões além de que sou muito mais convincente do que qualquer um deles e eles confiam muito em mim... basta-me dizer pensa lá bem se o que estás a dizer não é uma grande asneira e semeio a dúvida... afinal a professora sou eu!!! mas sim fiz uma figura bem ridícula felizmente isso não é coisa que me tire o sono. todos os meus problemas fossem esses ;D

sexta-feira, novembro 28, 2008

«Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim.»


Sophia de Mello Breyner Andresen
Dia do Mar, 1947

domingo, novembro 23, 2008

parabéns...

... existe no mundo alguém que para mim é muito especial e que não vejo há mais de 5 anos! dele guardo as memórias do tempo que passámos juntos, tinha-o como um irmão, um miúdo que "adoptei" durante algum tempo. lembro-me do dia em que o conheci, da distância que manteve em oposição a todos os outros. intrigou-me mas conquistou-me, acho que foi "amor à primeira vista" a única vez na vida que me lembro de o ter sentido. tornei-me atenta às suas necessidades, às coisas de um menino de 10 anos que gostava de animais e tinha o sonho de ser veterinário. disse-lhe um dia que se tivesse um irmão mais novo gostava que fosse igualzinho e ele e não mentia! (hoje penso que se um dia for mãe gostava de ter com o meu rebento uma relação tão especial como a nossa, foi um bom treino, nas coisas boas e nas mais complicadas) tinha o dom de se zangar comigo quando estava zangado com o mundo talvez pela certeza que eu voltava... também tinha o dom de me deixar deliciada com a sua maneira de ser e de estar! eu relegava a minhas coisas para outro plano quando ele me pedia com todo o cuidado para o levar aqui ou ali, pois confiava que estaria sempre pronta para corresponder aos seus pedidos que eram sempre cheios de significado e sentimentos.
guardo até hoje a moldura com a sua fotografia feita por si que um dia quis oferecer-me... fiquei contente com a atenção! mais tarde contaram-me que aquele era o presente era destinado a outro alguém mas preferiu oferece-lo a mim...
fez ontem 18 anos... continuo a desejar do fundo do coração que todos os teus desejos se realizem e que sejas muito feliz!

sábado, novembro 22, 2008

somewhere over the rainbow...

lembram-se desta música? hoje acordei e pensei na letra e não sei porquê encaixou no meu estado de espírito do dia... leve, esperançado, sentido, simples...
fui ao you tube e encontrei versões de vários cantores da mesma letra e qualquer que seja a voz a música transmite sempre bons sentimentos limpinhos, sem espinhas, nem senãos, nem cuidados, nem porquês! sentimentos simples sentidos e passados para a vida, sem pensar demais, nem antecipar coisas que podem nunca vir a acontecer, nem ter medos infundados de ariscar...
mas se nos lembrar-mos do filme com que nos brindaram em vários natais havia a dorothy e o cão totó que foram sugados para um mundo mágico onde encontraram o espantalho que procurava por um cérebro, o homem de lata que ansiava por um coração e o Leão que desejava ser corajoso, ou seja, os quatro companheiros de viagem com os seus medos e imperfeições complementavam-se e tornavam-se Um forte e completo...
uma bela equipa... não devemos aspirar a ser iguais, poderá ser melhor juntarmos-nos as pessoas que nos complementem, compensem os nossos defeitos e optimizem as nossas qualidades!
também mesmo agora me veio à lembrança que por pior que as coisas possam parecer temos sempre a certeza que estamos sempre ali sob o arco-íris e por isso há sempre novas luzes que podem brilhar, não vale é estar distraído, ocupado a olhar para o lado e perder a oportunidade de a agarrar... mas se por acaso isso suceder há sempre mais luzes espalhadas por aí... afinal continuamos no mesmo sítio, logo ali debaixo do arco-íris ;)

P.S. obrigada às meninas pelo jantar de ontem e por todos os dias, que convosco passam mais fluídos... a sónia pela força coragem e determinação e já agora porque me convidou, a minha piquena maravilha porque és mesmo assim e a doce ana...

quinta-feira, novembro 20, 2008

hoje é o dia mundial do beijinho...

não sei quem é que decreta os dias mundiais, mas há dias mundiais para tanta coisa porque não existir o dia mundial do beijinho, era só mais um e como disse isso de maneira tão credível, isto porque beijinhos são coisas que levo muito a sério, decretei o seu dia mundial e pegou pelo menos ali nas pessoas que me estavam mais próximas... engraçado que nos cruzamos todos os dias e uns dão mais beijos que outros mas a pretexto do dia mundial os beijinhos se multiplicaram sem qualquer esforço e quando repus a verdade ninguém mostrou indignação por ter sido enganado ;)
para mim todos os dias são os dias mundiais do beijinhos (pelo menos no meu mundo é mesmo assim e mais nada) e os meus meninos já sabem que disso não escapam, é importante cumprir as regras e esta que foi implementada por mim é uma das principais chegam à escola e beijinhos às professoras, tenho para mim que é uma das coisas que os motiva a vir todos os dias tão cedo para a escola. por terem apreendido esta regra de forma tão rápida mereciam a certificação, mas como isso ainda vai demorar vão distribuindo beijinhos...

é o nosso arco-iris...



... e fico muito contente com isso!
por todo o carinho e atenção que me dispensam, pelo apoio em todas as alturas,
fazem muito pelo meu sorriso...
o arco íris para a equipa e a PJ para os meninos... é bom trabalhar convosco ;)

terça-feira, novembro 18, 2008

logo ali ao lado...

atendo à sugestão de minha clau, homenageando sue e brindando-a com linda música de tony... feliz por não ter colocado canção em loop menina sue???

...

hoje estou com dificuldade em esboçar texto, tem dias que assim é apesar da Maria me ter baptizado nem sempre resulta... mas apetece-me escrever deitar para fora o que não posso, nem quero guardar, na ânsia de disfarçar melhor a tristeza. para nem mais uma vez me fazerem o reparo de que o meu sorriso está diferente, sem nunca me perguntarem o porquê, uma vez que o adivinham...
tenho o defeito de ser por demais transparente ou então o de sorrir demais em alguns momentos, já nem sei... quando as pessoas se habituam a ver um sorriso sempre estampado numa qualquer cara, quando ele se desvanece notam muito mais...
lembro que já me cobraram o sorriso há muito tempo e lembro-me de me ter ficado ofendida, assim como não forço o sorriso quando estou feliz, saí naturalmente, penso que é isso que o torna bonito. quando estou preocupada, apreensiva, triste (de momento nem sequer percebo bem o que eu estou) o sorriso só saí se o forçar e preciso que respeitem os momentos (que são poucos) em que não consigo que ele apareça.
a vida é mesmo assim coisas boas, coisas desagradáveis, coisas filhas da p..., coisas com que aprendemos, coisas que queremos esquecer e momentos e rostos e pessoas e palavras e olhares e cumplicidades e carinhos e rejeições e limites e palavras e... com tudo devo aprender, sentir e digerir da melhor maneira para que o sorriso que tanta gente "cobra" ganhar outra vez o mesmo brilho de sempre.

p.s. obrigada por todos os mimos que me têm dirigido, apesar de algo exagerados... adoro miminhos

o mickey...

faz 80 anos...
está velhinho mas quase nem se nota ;D

segunda-feira, novembro 17, 2008

só isto...

... e outra vez o meu mundo sofreu um terramoto, abanou, tremeu, estilhaçou, no meio da confusão houve espaço para pensar no que é certo, no que é errado e no que fica a meio caminho entre os dois, no que não quero fazer, no que não quero pensar!
ao filtro dos meus olhos, vejo todas as tuas coisas boas, o que conseguiste, o que te empenhaste, a confiança que em pouco tempo conseguiste que todos tivéssemos em ti, construiu-se pelas coisas boas que mostraste e que por isso tens, por isso és! mesmo que me contem sobre as coisas consegues fazer, custa-me acreditar... mas sei-o possível, no entanto para mim vai ser sempre o O. desta escola, que quer e consegue fazer coisas boas e que pode estar sem todas as protecções e abraçar a almofada repousado e descontraído, que se empenha para conseguir o melhor, para dar o melhor de si...
do outro que também és tu pouco conheço e na verdade prefiro assim, não consigo conceber que o meu menino...
vou guardar de ti o sorriso, os beijinhos de todas as manhãs, o dia em que cruzámos o pátio de braço dado para conversar ali no banco em frente ao portão... e as tuas palavras...
"professora no meu mundo as coisas são diferentes, das coisas do seu mundo!"
queres que te conte um segredo... queria tanto que assim não fosse!

sábado, novembro 15, 2008

concerto de tony...

seguindo a máxima de borla até injecções nos olhos... lá fomos nós e como antevíamos foi bem divertido e não é que foi mesmo... no antes e no depois conversas de escola e de meninos mais ou menos perdidos, em que acreditamos e que com perseverança e muita, muita convicção vamos acompanhar ao longo deste ano de forma a ajudá-los a ultrapassar esta etapa que para os nossos meninos poderia ser já impossível!
chegadas ao coliseu, logo encontrei uma cara conhecida que já não via há anos no bengaleiro, mais uma conversa e entrámos no coliseu depois da primeira música. estávamos logo ali bem pertinho de tony e sem conhecer as letras lá nos maneámos, antevendo as rimas óbvias, mas não acompanhando como os milhares de fãs que cantavam a plenos pulmões cada palavrita da letra da música. entretanto grupo de seguidores de tony aproximaram-se das meninas para meter conversa, ao fim de algumas tentativas com direito a serenata, lá dançamos umas músicas qual balarico de verão com fãs de tony e amigos pessoais do cantor, envergando fato rídiculo, mas que dançavam muito bem. poucas foram as palavras que trocámos mas os senhores perceberam que não eramos fãs de tony e que seria o primeiro concerto a que assistiamos, informação que confirmámos. até ao fim do concerto ansiámos por uma de duas músicas que tony não chegou a entoar "sabor da traição a dobrar" e "depois de ti" é que essas nós conseguiamos acompanhar, mas ele não quis colaborar com as meninas!!!
no decorrer deu tempo para avistar mikael vestidito de preto e com cinto prateado que brilhava no escuro, também fotografo gamito lá andava captando imagem especial de tony e de fãs atentos, o belo do malato que é mais magro ao vivo do que na televisão contrariando todas as expectativas! às tantas tony anuncia um convidado e essa música nós conheciamos melhor que a generalidade da plateia, toto cotunho foi lá e cantou o italiano vero, lembrando-nos nosso francisco nas noites longas de guitarradas ;) enfim foi uma noite bem passada e vamos repetir mudando o local mantem-se a companhia!

ontem...

dia inesperadamente agitado na escola, quando pensamos que tudo corre sobre rodas, com direito a chatices, imposição de limites e estabelecimento de compromissos apertados com perda de privilégios e que custou um bocadinho, mas vá... depois as amigas que melhor maneira de começar o fim de semana do que encontros sucessivos e combinados ao minuto com amigas, primeiro a sue e o lanche, depois a clau e o sushi, a seguir a sónia e o concerto do tony. é bom estar com pessoas que gostam de nós e das quais nós gostamos demais...
ontem também era o dia do aniversário do meu Tio que já partiu e que me deixou saudades. um exemplo de força , de querer e de vida e modelo para o meu sorriso e de luta contra uma doença que durante 10 anos nos acompanhou e que no final infelizmente nos ganhou. há lutas inglórias!

quinta-feira, novembro 13, 2008

mais horóscopos cheios de sabedoria...


ser Homem é ter dúvidas e mesmo assim continuar a caminhada e,
ao encontrarmos o caminho certo, não devemos ter medo de dar passos errados!!!

pois que é bonito e profundo e é uma lapaliçada do melhor que há...

domingo, novembro 09, 2008

curiosidades de casting...

acabo de ver o dr. house a fazer de bandido estúpido nos 101 dálmatas ;D

sábado, novembro 08, 2008

a turma...

bem que o universo tentou evitar-me uma desilusão, mas como somos teimosas... pimbas lá fomos nós tentar hoje outra vez... que filme tão fraquinho!!!
pois que ontem andamos de cinema em cinema conseguindo chegar em cima da hora às bilheteiras cheias que nem um ovo, acho que à sexta feira à noite lisboa inteira resolveu ir ao cinema, voltamos para casa bem desiludidas por não termos levado avante os nossos intentos... vai daí que hoje nos deslocámos com enorme antecedência às bilheteiras, chegamos à sala de cinema e ao fim de 5 minutos com música ambiente dos abba, a senhora nos veio informar que estávamos na sala errada, sala 1 é diferente de sala vip 1! corremos e chegámos mesmo antes de iniciar o filme. as cadeiras eram bem confortáveis e o filme uma enorme desilusão, os senhores até afloram temas prementes do ensino, tem que se estar bastante atento, mas percebe-se! o problema é que nada é aprofundado. qual bairro problemático, qual situação social difícil, multiculturalidade, pois sim senhor, indisciplina na sala de aula, contem-me histórias, burn out dos professores... vidas difíceis só podem estar a gozar!!! lá consegui não adormecer até ao fim de filme, com dificuldade e sempre com esperança que a coisa ganha-se substância... nicles, nada nadinha, zero, zip, niente!
aconselho vivamente a que nenhum professor vá ver porque em comparação ficará bastante deprimido, com a sua realidade em Portugal!

estas foram as opiniões do críticos... gente experimentada e sabedora de cinema:
“Inteligente e sensível” (Les Inrockuptibles), “Excepcional, Sério, Subtil, Incisivo, Perturbador, Cómico” (Le Monde), “Energia transbordante” (Télérama), “Poderoso e Hipnótico (Libération), “Extrema coerência” (Cahiers du Cinéma) foram algumas das palavras usadas para descrever um filme essencial no debate sobre a educação e a democracia nos dias de hoje.

ontem...

falava com um amigo, sobre gostos... dizendo-lhe que em termos de homens bonitos o brad pitt não era certamente um dos meus eleitos, sou esquisita, mas o facto de ser louro não abona muito a seu favor, falei no clooney que já está mais dentro dos meus parametros de beleza, mas hoje ao visitar um blog amigo, dei de caras com aquele que por tudo considero O homem bonito... acho que para além do óbvio o que o distingue e provavelmente faz com que seja o meu eleito em termos de beleza é o sorriso franco e meio infantil...
ora vejam lá aqui!

quarta-feira, novembro 05, 2008

Yes We Can

segunda-feira, novembro 03, 2008

94 anos

passam hoje desde o dia em que nasceste e desta data nunca me esquecerei!
esqueci já o dia de verão em que te despediste preocupada com quem é que a partir daí cuidaria de nós... cá me tenho arranjado da melhor maneira que sei e posso, mas sempre, sempre com muitas saudades... que fazem parte de mim e ajudam-me a (re)construir-me e a crescer!

sabes hoje na escola vi o "teu" livro com que ocupava o tempo nas longas tardes que passávamos juntas, em que nos entretínhamos uma com a outra só a ver passar o tempo e a fazer companhia uma à outra, o prazer de estar ali... tudo o que ensinaste, a lembrança de Ti foram a herança mais preciosa que me deixaste, permitem-me, hoje e sempre, que nunca me sinta só!

há um ano estava aqui... e custou-me tanto!
mas já passou ;)


"só que uma pessoa que não tem mortos, não tem vivos também"

sussurrou-me ao ouvido, também, no metro António Lobo Antunes

domingo, novembro 02, 2008

deambulações matinais...

pode ser que se torne um hábito a minha caminhada pela baixa ao sábado de manhã, várias são as vantagens: ver gente, fazer algum exercício, dar uma vista de olhos na fnac, entre outras coisas. desta vez fui de metro e no regresso algo prendeu a minha a atenção mesmo ali ao virar de uma esquina, lá estavam elas, enormes fotografias do antónio com frases da sua autoria e isso fez-me reter por momentos e anotar algumas palavras que aqui vos deixo...

"de maneira que de facto o que talvez seja mais diferente aqui é o silêncio,
porque quase não tem sons lá dentro"

sexta-feira, outubro 31, 2008

variações em torno do horoscopo matinal ;D


quando achar que está algo de mal no mundo...
fique tranquilo e espere que passe!

quinta-feira, outubro 30, 2008

segunda-feira, outubro 27, 2008

ideias luminosas...

pois que as cabecitas dos meus "mais que tudos" (alunos) têm ideias que não lembra ao diabo, mas farto-me de rir... a de hoje foi:
- oh professora um dia destes não quer vir vestida de brasileira para eu tirar umas fotografias, acho que a professora ia ficar muito bem de brasileira!
não quis averiguar o que era isso de vestir de brasileira, melhor não perguntar. no entanto prometi que um dia no decorrer deste ano lectivo poderia vir para a escola de saia ;D

sábado, outubro 25, 2008

e depois é isto...

sábado de manhã, acordar em horário de semana, dia fabuloso lá fora... ora então vamos lá dar uma voltinha a pé e aproveitar o sol de outono, passeio pela baixa, rua augusta, fnac, rua do ouro, ver as montras, procurar coisas que não existem ou estão esgotadas, uma animação. mas desgraça foi ter ido cheia de boa disposição até ao saldanha, mais uma vez à procura do que não encontrei... o problema foi mesmo ter entrado no gabinete de prova, é que o super simpático empregado achou que eu seria a cliente ideal para experimentar os vários itens da loja e foi sugerindo um e mais outro e via como ficava e dava a sua opinião, como estava bem disposta e o rapaz acertou nos meus gostos, zás, foi bem animado! e fiquei a saber que o jovem achava que eu ficava bem de roupa mais justa, que eu era simpática. uma brisa positiva na minha auto-estima, ainda que lhe paguem para fazer exactamente o que ele fez vender roupa e deixar as pessoas com vontade de voltar à loja! prova superada menino e da próxima levo amigas que tenho umas que são fáceis de arrastar!

quarta-feira, outubro 22, 2008

hoje foi um daqueles dias...

... em que acordei sem esforço, com o sol e um sorriso... que ganhou mais cor porque sim! depois escola em atraso de 5 min dá direito a confusão entre o querido do menino que me esperava e a auxiliar, que é uma querida... mas tudo ficou bem com o meu aparecimento apesar dos alhos e bugalhos que o querido lançou à pobre senhora. a falta de sorriso na cara do querido (e não só) fazia-me suspeitar de falta de apreço pelo minha pessoa da parte do querido... mas lá disse "a professora até é fixe!".
depois reuniões e boas vindas e a noticia da primeira baixa na turma... ordens superiores, pelo superior interesse da criança?!?! desculpe pode repetir, parece-me ter havido algum equivoco, superior interesse de quem mesmo... e assim de chofre, rolaram a primeiras lágrimas com a noticia incómoda! depois de devidamente secas lá consegui articular um até já bem divertido porque ficamos à tua espera!
mais reuniões e telefonemas e ... Lisboa que se faz tarde!

com tudo isto houve coisas que ficaram adiadas por falta de tempo... é sempre assim não é?

terça-feira, outubro 21, 2008

mamma mia...




não sei se gostei ou não... mas fartei-me de rir!!!

domingo, outubro 19, 2008

diferentes formas de ver uma só realidade...

lá fomos nós outra vez...

... ver a gataria e foi bem animado, a companhia era óptima, uma das maiores fãs de todos os tempos daqueles meninos... não desmaiou por pouco, muito pouco mesmo! foi um sonho tornado realidade segundo a própria (gostava eu que os meus sonhos fossem tão simples de realizar como o dela), sabia os sketches de cor e mencionou um agrupamento de escuteiros (o dela) cuja regras nos almoços é falar só em "gato fedorento", avisou todos os amigos e claro que houve vários que não acreditaram que a mocita tinha ido à gravação!!!
o programa foi muito giro mesmo ri até não poder mais assim sendo ganhei pelo menos um dia de vida contabilizando as gargalhadas que me foram arrancadas pelas estúpidas ideias que aqueles 4 se lembram!

sexta-feira, outubro 17, 2008

momentos...

tenho-me levantado com o sol... e vê-lo a dizer-me bom dia tem sido uma óptima sensação!!!

quarta-feira, outubro 15, 2008

dias assim...

os dias 15/16 de outubro têm sido dias abençoados na minha vida, pelo menos dias cheios de potencialidades, que mais tarde se transformam em certezas...
foi nestes dias (há respectivamente 13 e 11 anos) que conheci 2 duas pessoas que mais tarde e tornaram grandes, grandes amigas, daquelas que estão lá sempre quando é preciso e quando não é também estão... podia estar aqui a desenrolar uma lista infinita de qualidades porque elas são mesmo assim... maravilhosas e especiais! mas acho que elas desconfiam que eu as gosto desta forma...




parabéns a nós!!!

e que se mantenham os laços que nos unem por pelo menos mais 100 anos

vês como gosto de ti...

para que os ouvidos da sue não sangrem cada vez que abrir o blog... desta vez coloquei o novo videoclip sem arranque automático! gosto da música e acho a letra o máximo, no entanto o clip é um tanto ridículo, mas o que é que se há-de fazer! viviam-se os loucos 80's... a decalage entre a letra e a imagem é fabulosa... um clip de época ;)

biste, biste como eu até ouço o que me dizes!!!

domingo, outubro 12, 2008

tabacaria

... conheceram-me logo por quem não era e não desmenti,
e perdi-me...
álvaro de campos


a fonte escher


sexta-feira, outubro 10, 2008

coincidências...



não querem lá ver que tenho um aluno chamado josé antónio reis, é um orgulho ser professora de um puto com um nome tão distinto!!!

tudo corre bem...

... quando temos uns alunos que são uns queridos, ligam ao que dizemos
e ainda me dizem a professora é mesmo gira sabia!!!

quarta-feira, outubro 08, 2008

às vezes...

... sabe bem ter vertigens...

terça-feira, outubro 07, 2008

bom prognóstico...

aqui na escola já me chamaram teresinha!!! óptimo sinal sempre que começam a tratar-me por teresinha as coisas correm mesmo bem ;D

segunda-feira, outubro 06, 2008

Coisas que se aprendem...


Um sorriso é uma maneira económica de melhorar o teu aspecto.

Ninguém é perfeito, enquanto não te apaixonas.

As oportunidades nunca se perdem: aquelas que desperdiças... alguém as aproveita

Quando te importas com rancores e amarguras, a felicidade vai para outra parte.

Todos querem viver no cimo da montanha...mas toda a felicidade está durante a subida.

Quanto menos tempo se desperdiça... mais coisas se podem fazer.

A vida é dura, mas eu sou mais que ela!!

sábado, outubro 04, 2008

curiosidades...


Os pandas ficam calmos quando comem canja de galinha. Esta descoberta do Jardim Zoológico de Wuhan, no centro da China, foi testada nos animais após receberem visitantes, situação que os deixou ansiosos.

O zoo está a dar-lhes canja duas vezes por semana para reduzir o stress e melhorar a também a nutição dos animais, escreve o jornal Globo.

sexta-feira, outubro 03, 2008

New Dollar Bills

42 and counting

pois não é que os cold play andam atentos ao que a sue escreve, vai daí pimbas compuseram a musica que se encontra a tocar agora (se não estiver a tocar experimenta carregar no play) só porque a sue falou no fenómeno do número 42 quanta magia... mas quando se é amiga do universo e isto... zás...

quinta-feira, outubro 02, 2008

novo romance no mundo cor de rosa

reyes e floribela são o novo casal sensação para as bandas da luz e ... zás, dão show di bola!!!

faltam 13 dias...

para festejar o dia em que há 13 anos nos uniram pelos atacadores...
podemos comemorar
parece-te bem?!?

terça-feira, setembro 30, 2008

musquinhas e musiquetas...

tem-me acompanhado nas viagens lisboa/cacém um cd maravilhoso "we sing, we dance, we still things"do jason mraz. claro que o meu gosto musical é discutível, mas a música é muito animada, levezinha e boa onda (tal como eu) tudo o que eu preciso para enfrentar mais um dia naquela bela localidade. há músicas lamechas? sim, mas eu também tenho uma enorme costela lamechas. deixo aí ao lado uma pequena amostra. em outras ocasiões o senhor já marcou a sua presença... aconselho também a exploração do site do senhor que é indicador de um grande sentido de humor!

domingo, setembro 28, 2008

Alberto Caeiro/ Pessoa


Eu não tenho filosofia: tenho sentidos
se falo na natureza, não é porque saiba o que ela é
mas porque a amo e amo-a por isso,
porque quem ama nunca sabe o que ama,
nem sabe porque ama, nem o que é amar....
Amar é a eterna inocência,
e a única inocência é não pensar...

sábado, setembro 27, 2008

dá-lhe cigano...

acabo de chegar da catedral e estou contente... o universo continua do meu lado e a puxar-me para cima, para o lado da expansão parece-me muito bem, 'bora aí então expandir ;)
mas o que realmente importa é que ganhamos à lagartada, estou contente!
apreciei também momentos bem buniiitosss durante o tempo que dispendi naquele belo estádio...
o aquecimento dos guarda redes está um must ele é passos de ballet, saltinhos de aeróbica, manobras de sumo, quedas de judo, aquele aquecimento está a coisa mai linda, até há um momento em que têm que andar à pato marreco!
depois tenho a dizer que o quique es muy precioso mesmo... aquelas duas esmeraldas que ostenda no lugar dos olhinhos M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O. está na categoria dos homens que valiam a pena nem que fosse só uma vez de 15 em 15 dias... um cigano upa, upa
depois temos o cigano de ouro o reyes, olha que pode não fazer mai nadita durante o resto da época, mas já valeu o investimento!
e a conferência de impressa também foi una preciosidad o florito, diz todavia mil e trezentas vezes por entrevista e disse que l'encantan los arbitros portugueses e a palavra que se seguiu não foi todavia!?!?, podes repetir quiquinho, acho que não conseguiu entender o teu ponto de vista... imagino que seja um senhor com um enorme sentido de humor...

sexta-feira, setembro 26, 2008

alerta...

temos um problema quique!!!
os jogadores do benfica estão às peças...
talvez fosse melhor que em vez de um departamento médico tivessemos um departamento de mecânica daquele mesmo bons tipo o da ferrari da f1

p.s. aguarda por mim que sábado far-me-ei representar por mim própria...
claro, há coisas que não se delegam

quinta-feira, setembro 25, 2008

time out details...

somos herdeiros do futuro... (portas de lisboa)
o fim é um bom principio... (portas de lisboa)
o melhor sítio é sempre entre a cabeça e o coração (jorge palma)
eu disse que estava feito não está é acabado (ouvido no metro)

isto e muito mais aqui

faster we learn, better we live...

everyone knows that no one who broke you, can fix you
or am i wrong???

42

Experimentem googlar:
the answer to life, the universe and everything

terça-feira, setembro 23, 2008

sexta-feira, setembro 19, 2008

para começar bem o dia...

find someone to fix you?!?!
by coldplay

When you try your best but you don't succeed
When you get what you want but not what you need
When you feel so tired but you can't sleep
Stuck in reverse

And the tears come streaming down your face
When you lose something you cannot replace
When you love someone but it goes to waste
COULD IT BE WORSE?

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

And high up above or down below
When you're too in love to let it go
But if you never try you'll never know
Just what you're worth

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

Tears stream down your face
When you lose something you cannot replace
Tears stream down your face
And I

Tears stream down your face
I promise you I will learn from my mistakes
Tears stream down your face
And I

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you.

quinta-feira, setembro 18, 2008

festas do mar 2008


giras, mas giras com a mascote da agência cascais atlântico e nossa fardinha mai linda...

quarta-feira, setembro 17, 2008

o amor é lindo...






são fantásticos estes postais
se quiserem ver mais
click here

um amigo meu desenha...


florestas encantadas;



mares sem fim;



lisboa;


slogans inspirados para rádios especiais...

desenha muito, muito mais e bem
ver aqui

terça-feira, setembro 16, 2008

cultura popular...

pois que pela primeira (e última) vez dediquei o meu tempo ao novo programa da teresa guilherme... que belas perguntas, que belo concorrente (contava a bonita idade de 44 anos) e que bela família... pergunta que me chocou... quando diz à sua mulher que a ama, está a dizer a verdade??? cara preocupada da esposa... depois do silêncio embaraçoso salta o sim do marido... continuação da cara preocupada da esposa... confirma-se a resposta... cara aliviada da esposa...
a minha pergunta quando esta dúvida assalta uma mulher valerá a pena manter a relação a qualquer custo, só porque fica bem, que ele já lhe chegou a roupa ao pelo não houve margem para dúvidas, que mais que tudo lhe importa o dinheiro, também foi claro... pobreza de espiríto também abundava naquela família, whatever...
sei que acredito no pai natal e num amor incondicional que se transforma ao longo dos anos, mas em que há coisas básicas que permanecem imutáveis... o respeito! mas eu sou ingénua, tenho deficit de hipocrisia e sou bastante cor-de rosa... talvez um dia tudo mude. mas espero do fundo do coração que nisto não mude a minha maneira de pensar nem um bocadinho...

para que conste...


ontem disseste-me sabes quem é especial?
não hesitei na resposta: - tu!
sorriste e contaste-me a história...
para mim és e sempre serás especial!

P.S. ai de quem algum dia te diga ou te faça sentir o contrário... terá de se ver comigo
e apesar do meu sorriso constante, não me queiram ver zangada...

segunda-feira, setembro 15, 2008

...

reparei há pouco... esta noite a lua está magnifica!

vá para fora...

... e lá fui eu! de boleia com o caniço (não é todos os dias que se encontram um motorista com esse calibre) e com pitt stops previamente combinados depois de cumprir todas as tarefas que me prendiam a lisboa... primeira paragem setúbal, saldo positivo choco frito e uns óculos do cigano, "10 € compra lá isso senão o senhor nunca mais nos larga", depois a bomba de gasolina para comprar aquele pão inesquecível e óptimo, and then all the way até à marina para fazer as últimas compras antes de iniciar o retiro... a viagem decorreu sem grande sobressalto muita conversa entre duas pessoas que pouco se conheciam e que apenas ao de leve podiam ter coisas em comum, sempre com muitos risos e aventuras de ouvir e contar... já nos esperavam no portão com saudades no corpo adivinhando os bons momentos que nos esperavam, naquela casa perdida ali tão perto da confusão. o abraço de bem vindos a receber-nos mesmo bem... pouco a pouco chegaram os restantes convivas mais ou menos conhecidos, de viagens mais ou menos longas. realizei que nestes fins de semanas sou decididamente a benjamim mas isso não impede que as conversas fluam apesar de no ano do meu nascimento já toda a gente soubesse andar de bicicleta sem rodinhas ou mesmo estivesse a preparar as primeiras aulas de código (estou a mentir a jo ainda só cruzava o mundo no seu triciclo rosa mas já sabia dizer freud e bion e outros muchachos do maravilhoso mundo que nos juntou)...
depois a refeições e o arroz óptimo mas sem sal, os grelhados e as sopas, mais as panquecas e outras iguarias que partilhámos na feitura e mais os filmes e os papeis e os meus meninos e os teus livros e as madrugadas rasgadas por risos e silêncios e olhares cúmplices com a minha pirulita e saber que há coisas que nos unem e coisas que nos separam como em todos os grupos recém formados. ser tal qual como sou, com a minha cultura pop, mais as compras e ir até à marina comer um gelado. o casaco que comprei e que é mesmo a minha cara. o group hug das meninas. o último jantar e o regresso à capital, porque hoje é dia de trabalho, mais conversas que tal como as cerejas não se esgotam, temas mais ou menos polémicos, o volante do clk nas minhas mãos pela autoestrada fora e o adormecer de confiança até à porta de casa, o último aceno com o olhar de quem cuida. fim de semana bom mas bom a repetir...
já vos disse que comprei 2 casacos lindos de morrer e deixei na loja as minhas economias do verão...

sexta-feira, setembro 12, 2008

E o que eu não dava para brincar com eles...

video

Pergunta do dia...

Que idade terias, se não soubesses que idade tens?

genial


todos temos pessoas/personagens fetiche
pessoas que não sabemos se gostávamos ou não de conhecer
podia quebrar-se a magia...
este senhor tem lugar cativo no universo nessas minhas pessoas...

Pagam-me para fazer o que faria de qualquer maneira e portanto sou uma criatura feliz

António Lobo Antunes

o universo é o maior...

acho que esta foi uma das poucas vezes que consegui cumprir um dead line
antes de ele se finar...
sem vontade, fazendo um esforço sobre humano porque sobre protesto,
sem prescindir das pessoas e de fazer o que gosto
esta semana o tempo foi elástico...
ainda não cheguei à fase de conseguir domar as horas de sono
e dormir só o imprescindível, porque adoro estar na horizontal,
ter a cabeça na almofada, até não poder mais estar na ronha,
mas percebi que se quiser contrariar essa tendência consigo
finalmente esgotei o vazio...
agora venho o choco frito, umas boas horas esticada ao sol,
as conversas ou os silêncios e tudo o que o universo estiver a preparar para mim.
que segunda feira volto à escola!

o claudio ramos que há em mim...

em alturas de bonança nada como recolher dar um nózinho e guardar num saquinho,
nunca se sabe quanto tempo durará a próxima tempestade
infelizmente há pessoas com pouca queda para formiga ;D

quinta-feira, setembro 11, 2008

quarta-feira, setembro 10, 2008

Ah! Afinal é assim que se faz...

conceitos incomuns...

esgotas o vazio...
assim de súbito terá sido o mais surpreendente, querido, rasgado elogio que me lembro de ter recebido!
esgotas o vazio...
gostava de acreditar que um dia para alguém vou ter a capacidade de o esgotar...
esgotas o vazio...
e esgotou-se o silêncio cortado com risos e gargalhadas
esgotas o vazio...
e a noite (de encomenda para permanecermos no terraço até horas indecentes) nas conversas, nos silêncios, no prazer de estar, de ser o que se é, nos olhares cúmplices, na inconveniência de uma comparação com a melhor das intenções, mas que por desconhecimento correu mal, acontece quando se juntam 3 desbocados...
esgotas a vazio...
que assim como a banda sonora foi um exagero daqueles, mesmo dos bons
esgotas o vazio...
desde que isso não afecte a minha capacidade de dizer um infinito de parvoeiras por metro quadrado
esgotas o vazio...
mas que não se esgote o tempo para construir uma memória de futuro!

o regresso à escola...

perguntaram muitas e muitas vezes, volta para cá este ano? assim como quem pergunta com vontade de ouvir... sim! mas não foi essa a resposta... volto para visitar, mas vou trabalhar para outro lado. os meus meninos quase não vi ainda estão de férias, é pena, excepto um... que me disse: voltas para cá este ano... esquecendo que eu sou professora e ele aluno, mas foi bom de ouvir, de saber que a distância entre mim e ele na (longa) ausência se esbateu, respondi que não mas que mandasse beijinhos meus a todos tu sabes quem... sorriu. segui com a sensação de, apesar de tudo, talvez tenha valido a pena passar por ali, mesmo que por pouco tempo, num flash que me ensinou tanta coisa. assim que entrei no carro vislumbrei ainda ao longe um vulto conheci, parei e saí para cumprimentar, para saber noticias da nossa menina e fui recebida por um sorriso, que ainda que sem dentes, me aqueceu mais que o sol que brilhava sobre lisboa áquela hora!

terça-feira, setembro 09, 2008

E por falar em Universo...pega lá

Lá em cima...

O fim de semana no Algarve deixou-me com a cabeça no espaço...e está a ser muito difícil regressar ao planeta Terra...

segunda-feira, setembro 08, 2008

armas...

o riso é a arma mais potente...
ninguém consegue travar um ataque de riso!
(tirado de um livro que ofereci "sorriso")

domingo, setembro 07, 2008

agora a versão (quase) sem pessoas... sw 08

vocês são o meu...


assentaram arraiais entre a ...


e a ...


abriram-me as...


e as...


do vosso coração para nunca mais me sentir...



são o meu...


não sei se já tive oportunidade de dizer mas...

gosto-vos!!!

p.s. era para por aqui fotos mas não é preciso vocês sabem bem...

sábado, setembro 06, 2008

estórias de mundos que não o nosso...

há muito muito tempo, num pais que não vem no mapa que descobri por acaso, numa das minhas muitas viagens a países longínquos sem nunca tirar a cabeça da almofada, vivia um pescador, vamos chamar-lhe João e ao seu país o das flores. o seu tempo nunca chegava, dividia-se entre as lides da pesca, o seu viveiro, que há muito começara a construir do qual cuidava com desvelo e o sonho de um dia partir. o tempo nunca lhe chegava pela constante vontade de estar sempre noutro lugar e nunca naquele em que se encontrava. a sua vida era povoada de gente constante, e de outras gentes que, tal qual pirilampos, mostrava o seu brilho fugazmente... o pescador continuava sempre na sua ansiedade de procura... lá para as mesma bandas deambulava uma fadinha cor-de-laranja. a vida da fada era simples povoada de muitas alegrias e algumas tristeza como é normal na vida das fadas, pelo menos das que eu conheço. um dia enquanto descansava da sua lide laboral o olhar de João cruzou-se com o da fada e o coração dela estremeceu, a custo conseguiu disfarçar, se há coisas que as fadas fazem bem é disfarçar o que lhes vai lá dentro... a fada sorriu ao pescador e voou para longe,mas a partir desse dia voltava sempre ao mesmo lugar ansiando um novo olhar e outro e mais outro, pois o seu coração estremecia sempre, acho que cedo se apaixonou... guardou esse segredo para si, sabia-lhe as preocupações, sabia a complicação da vida de pescador, enleada nas redes que usava na sua arte. ficaram amigos. conversavam muito sobre ideias e sonhos e coisas muitas coisas. tempos mais tarde depois de muitas conversas a fada mentiu-lhe, disse-lhe que se algum dia se apaixonasse por ele voaria para longe para nunca mais se verem, embora há muito já estivesse apaixonada, mas... preferiu mentir-lhe. achou que era isso que o pescador queria ouvir e fez-lhe a vontade. depois passou muito muito tempo e o pescador tinha cada vez menos tempo para a fada laranjinha.... ela estava triste e disse-lhe que ia partir para longe, para sempre, de vez... só lhe pedia que se encontrassem uma última vez para ela lhe deixar um tesouro. partiu em busca dele... engendrou uma maquineta que lhe permitisse mandar no tempo, que o fizesse acelerar ou abrandar conforme fossem os desejos de João, depois quis dar-lhe o sol, a lua, as estrelas e planetas e assim que conseguiu reunir tudo guardou numa caixinha. para ela era fácil juntar um tesouro que significasse o pescador tudo lhe lembrava dele. a seguir quis oferecer-lhe o mar, mas como pudesse fazer falta ao demais, colheu apenas uma pequena parte e guardou junto de si. mais adiante ainda na praia reparou nas conchas de muitas cores arrecadando-as também. seguiu para a montanha e bem lá no alto tropeçou no mais lindo cristal que os seus olhos viram e recolheu-o também, já que era laranja tal como ela. o tesouro estava agora completo. a fada regressou ao sítio do primeiro encontro, feliz por antecipar o olhar do pescador no seu sorriso, mas ao mesmo tempo apreensiva porque muito tempo se tinha passado desde o último sorriso trocado, adivinhava as aventuras vividas pelo pescador e sobre as suas guardou silêncio. enquanto esperava adivinhava os sorrisos que se seguiriam, as conversas, as saudades e ansiava a reacção ao tesouro que tinha recolhido para lhe oferecer... perdida nestes pensamentos nem se apercebeu que dela se acercou uma velhinha, silenciosa, com olhar doce e sábio. perguntou-lhe que fazes aqui tão sozinha menina? espero pelo meu amigo João... mas logo lhe contou todos os pormenores da sua aventura em busca daquele tesouro mágico e cheio de significados. a velhinha, cujo tamanho da sua sabedoria era igual ao tamanho da sua idade multiplicado pelo tamanho da sua solidão disse-lhe com voz doce:
- menina, belo é o teu tesouro que tanto trabalho te deu a juntar, mas devias ter percebido que já ofereceste ao pescador o maior e mais belo tesouro que alguma vez poderás oferecer a alguém e ele recusou - o teu coração! parece-me que o teu esforço foi em vão... mas não te entristeças porque esta viagem fortaleceu-te e tornou-te ainda mais valioso o tesouro terás oportunidade de oferecer a outro alguém. um dia vais encontrar alguém que saiba reconhecer no brilho dos teus olhos, no significado das tuas palavras, no som do teu sorriso o valor do teu tesouro...
e a história já vai longa, assim sendo acaba aqui!!!

quinta-feira, setembro 04, 2008

um menino mesmo muito especial

eu - se calhar vou trabalhar para longe...
m - ooooooooooooooooooo
eu quero-te aqui
eu - talvez n seja preciso ir para tão longe e assim posso ir ver uns jogos teus
m - mas se for para melhor, eu estou aqui para te apoiar
eu - és um fixe, m

há miúdos de 11 anos extraordinários... dizem-nos com a maior simplicidade o que sentem, assim da boca para fora, abusando da espontaneidade que nos ensinam ao logo da vida que devemos domar.
espero que continues a crescer sempre mais e nunca percas o que te faz ser tão especial, menino!

azul suai...


... ou como 3 meses podem ser decisivos na vida de uma mulher!!!

"esta vida dá-nos cada lição... enquanto me estive a cagar para tudo, esteve sempre aqui, segura. agora que reconheço uma data de merdas pira-se sem mais nem menos!"

este foi o livro que comecei e acabei ontem, leitura de verão, bem light como se quer nesta altura do ano, recheado de lugares, mais ou menos, comuns, mas muito agradável de folhear...
a aventura acontece a 13000 km de Portugal, num lugar para mim cheio de significado, do qual desde sempre ouço falar e desejo conhecer, a terra do sol nascente... chegará o tempo certamente

quarta-feira, setembro 03, 2008

bom dia alegria!!!

serigrafia tirada do site planeta tangerina

o link está na lista aqui ao lado...


finalmente as fotos da zambujeira...

as três em pose de parecer magrinha


e foi assim curto mas muito intenso...

as giraças a banhos, muitos de sol e poucos de mar (se bem que a temperatura da água do mar é bastante relativa e em relação ao polo sul naquela água estavamos muito bem)



os giros todos nos concertos

a coca-cola chega-nos bem somos assim muito... auto suficientes!

juntas e sempre atentas, para o que der e vier...

estes sorrisos já se trocam há uns tempos largos unidas pelos atacadores, até... sempre!

always there for you as you are for me

às vezes também sózinha (mas convosco no coração), na rua da(s nossas) saudade(s)
ainda faltam 365 dias de muitas estórias e encontros,
até nos voltarmos a encontrar aqui
novamente...
sempre na mesma esquina...

terça-feira, setembro 02, 2008

e agora rumo a sul...

depois de dormir a correr porque a hora de deitar nada tem a ver com a de levantar a menos que coincidam, não é patrãozinho???
rumámos a sul, a caty para retomar as suas funções laboraias e eu para uma entrevista... partimos de lisboa à hora combinada, perto de santiago do cacém não é que o carro começa a aquecer... paragem forçada, colete e triângulo e com as nossas habilidades de mecânicas experientes resolvemos os problema que não hou um único cavalheiro a fazer a fineza de nos dar uma mãozita, tb não foi preciso, next stop cercal encher o carro... mil fontes, zambujeira (que saudades) mas sempre a andar porque estava atrasada, odexeiche, aljezur, decarregar em lagos e voar até loulé. 10 min de atraso e lá começámos a entrevista, sem muit tempo para pensar lá me foram surgindo as respostas, uma e outra e mais aquela que tinha perdido no caminho, porque as conversas são como as cerejas e apesar da falta de voz que ficou mesmo por cascais as palavras sairam fluidas e no fim ainda antes do término da entrevistas já me contavam na equipa e disso me informaram!
e agora?!?! rumo a sul... ou detenho-me por lisboa... a ver vamos que isto de viver é muito divertido e cheio de surpresas!!!

até ao fim...

as festas do mar continuaram sempre em grande... e o balanço foi muito positivo...
mais de 800 t-shirts pintadas para a delicia dos piquenos, muita cantoria, sorrisos e mais sorrisos, parece que tb houve alguma discusão "é a minha vez o meu bernardo chegou muito antes da tua constança", os passeios de barco, não naufraguei nem mais uma vez... a minha voz foi-se sumindo mais e mais até ficar só um fiozito que ainda me servia, para avisar a criancinhas que eu era má, muito má, sempre com um sorriso nos lábios... mais a festa da quebra mar, confissões ao pé do ouvido, as farturas, os menús da carne alentejana, as refeições nas pescadoras, mais as sangrias de fim de noite e umas imperiais que depois do trabalho caiam bem, mas bem!!! é tó, é ny, é tony carreira!!! o martin continuou a aparecer e o kiko também, a narita furacão... tb houve histórias e estórias que contámos ao petizes que aumentaram a sua cultura muito além do noddy e do winnie the pooh ;). o benfica não ganhou mas estive lá. mais uma entrevista de emprego para segunda feira, sempre a correr, sem tempo para pensar demais, nem para fazer compras, conversas de ocasião, bom muito bom!!!
obrigado francisco, obrigado bernardo
para o ano há mais certo?!?!?

sábado, agosto 30, 2008

ciencia vs "os olhos de beatriz"

é sabido que a velocidade da luz é bastante superior à do som, questões de física. daí que vejamos os fenómenos muito antes de os ouvir... estão ali bem à vista, in our faces, mas... aconteceu comigo mas como a minha área é outra...
juntei duas variáveis outras, pessoais e transmissíveis, mas mas tão vulgares no género de pertença, que modificam, alteram e relativizam, distorcendo completamente o que é claro, simples e imutável... a velocidade da luz é muito superior à do som e é aquela e não outra...
as variaveis (malevolas) a que me refiro são a capacidade de ouvir, sentir e interpretar o sexto sentido e a velocidade do pensamento...
a ver se me faço entender sente-se o incómodo, a diferença, uma qualquer particularidade, talvez como a ervilha da princesa, depois observa-se o acontecimento à velocidade da luz ofusca, arrasa surpreende mas torna o intuído real e pinta-o com cores de too much to be true, entra a velocidade do som que interfere na velocidade do pensamento. esta última de lenta e retorcida, ameniza e demove a força da intuição... este processo é fácil de perceber, de explicar, de observar num sem número de situações quotidianas.
já na sabedoria antiga, naquela bem popular, que passa de boca em boca era citado com muita simplicidade...
o pior cego é aquele que não quer ver!!!

aos olhos de beatriz (by maria de távora), aos de guigas, aos de saint-exupery e tem dias que até aos meus, olhos expontâneos e genuinos que ainda não (des)aprenderam sobre ciência, sabe-se que só se vem bem com o coração, o essencial é invísivel aos olhos.

P.S. vou tratar de entrar na lista de espera da cirurgia oftalmológica assim num repente para ver se me curo de tal mazela.

sexta-feira, agosto 29, 2008

silêncios....

há silêncios tão incómodos, tão cheios de ruído que desejamos ardentemente que aquele alguém os interrompa, só porque se preocupa... o peso de um silêncio assim pode vergar-nos a coluna deixar-nos sem forças, sem vontade e noutras vezes com o coração a mil de cada vez que... silêncio...
o teu silêncio é duro de ouvir e mais duro de sentir, duro como tu, talvez para me endurecer!!!
finalmente quebrou-se o silêncio o que me descansou, amainou a minha ansiedade, fez toda a diferença...
hoje só quero dormir e ter como companhia o som das gotas que vão rolar...
para amanhã renascer como todos os dias... em paz!

terça-feira, agosto 26, 2008

20 anos...

passam hoje sobre a morte do autor de pó-de-arroz, cinderela, canção do beijinho e muitas mais canções da minha infância... embora sejam da minha infância as letras não eram assim tão infantis. a cada ano fazem novos sentidos. falo de carlos paião um senhor que sabia como niguém brincar com as palavras...


Pó-de-arroz
Na face das pequenas
Será beleza apenas
Só uma corzinha

Sim, pó-de-arroz (Pó, ahaa)
Rosa é, mulher o pôs
E um homem vai nas cenas
Eva e Adão outra vez

É como alindar um embrulho
Arroz com gorgulho talvez

Pó-de-arroz
Do teu arrozal
Esse pó que é fatal
És a tal que me encanta
Com pó-de-arroz
Não faz nenhum mal
É de arroz integral
Infernal quando chegas
Com todo o teu arroz
Todo o teu arroz

Pó-de-arroz
Tens hoje só p'ra mim
Pós de pirlim-pim-pim
E és um arroz-doce

Sim, pode ser
Um canto de sereia
Serei a tua teia
E tu serás o meu algoz

Mas quando te vais alindar
Alindada vens dar-me o arroz

Pó-de-arroz
Pó-de-arroz, Pó-de-arroz...

conversas ao jantar...

a maria de távora, nome artístico, está claro de uma amiga falou-me da declaração que fez à pessoa por quem o seu coração bate, achei magnifica, tal qual acho a própria, e assim com a devida autorização passo a citar...

deves-me um pedido de desculpa!
apareces nos meus sonhos sem pedir autorização
invades o meu pensamento assim do nada
e quando estás por perto o meu coração diminui de tamanho até quase desaparecer!!!
deves-me um pedido de desculpa!


se ele pediu ou não desculpa não vou aqui divulgar too private... mas que se fosse comigo me renderia aos encantos de tal pessoa não tenho a mais pequena dúvida...
só tenho pena de ela não se chamar manel!!!