segunda-feira, maio 04, 2009

profissão: professor...

os meus pais foram ambos professores... talvez por isso ou só porque sim... lembro de vários professores que fui tendo ao longo da vida. desde a d. antónia professora da primária que dizia a teresa é muito inteligente se não fosse tão preguiçosa. depois no ciclo tive uma professora de educação visual a professora teodoelinda que me ensinou a pintar azulejos, mais uma de francês da qual não me lembro o nome (no ciclo também diziam a teresa é muito inteligente mas muito preguiçosa). chegando a santarém houve a professora teresa borges também de francês, a professora fátima vasquez que me ensinou que não contavam só as notas dos testes mas contava muito a participação para a nota final, a professora de matemática entre o 10º e o 12º ano que me deu um voto de confiança depois dos meus testes com classificação de 5, 7 e 9 no 1º período me deu 9 porque tinha a certeza que eu ia levantar as notas e levantei mesmo, a professora graça frestes e a professora ana violante de biologia, mais a professora de história graça galvão... até ao 12º muitos foram os professores que me marcaram a alguns tive a oportunidade de dizer o quanto foram importantes na minha formação enquanto pessoa. depois veio a universidade, desses guardo com saudade alguns destacando especialmente o professor Emílio salgueiro e o professor coimbra de matos quantas e quantas vezes pensei o quanto gostava de regressar ao ispa assim de surra só para me sentar no anfiteatro no meu de tantos outros e ter o prazer de os voltar a ouvir, voltar a pensar as suas palavras e os novos sentidos que foram ganhando ao longo de todos estes anos mas os meus horários nunca o permitiram. à casa da praia volto sempre que posso e aí tive uma equipa inteira de professores, mesmo os que não o eram me ensinaram muitíssimo, pela maneira de estar, de pensar, de contar as histórias passadas que se cruzavam com as histórias presentes e que moldaram a minha maneira de estar hoje na escola. escola onde continuo a aprender com muitos e muitos professores nos quais consigo rever características dos muitos que me foram marcando durante toda a vida!!!
um grande bem-haja por terem marcado a minha vida de forma tão indelével!

1 comentário:

nanabrites disse...

o que dás nunca estará perto do que recebes. nem gostarias que isso acontecesse.
dar é em ti uma necessidade compulsiva. sinto-me honrada e mais perto da felicidade por ser uma das tuas "vítimas".
jinhis gds