segunda-feira, setembro 15, 2008

vá para fora...

... e lá fui eu! de boleia com o caniço (não é todos os dias que se encontram um motorista com esse calibre) e com pitt stops previamente combinados depois de cumprir todas as tarefas que me prendiam a lisboa... primeira paragem setúbal, saldo positivo choco frito e uns óculos do cigano, "10 € compra lá isso senão o senhor nunca mais nos larga", depois a bomba de gasolina para comprar aquele pão inesquecível e óptimo, and then all the way até à marina para fazer as últimas compras antes de iniciar o retiro... a viagem decorreu sem grande sobressalto muita conversa entre duas pessoas que pouco se conheciam e que apenas ao de leve podiam ter coisas em comum, sempre com muitos risos e aventuras de ouvir e contar... já nos esperavam no portão com saudades no corpo adivinhando os bons momentos que nos esperavam, naquela casa perdida ali tão perto da confusão. o abraço de bem vindos a receber-nos mesmo bem... pouco a pouco chegaram os restantes convivas mais ou menos conhecidos, de viagens mais ou menos longas. realizei que nestes fins de semanas sou decididamente a benjamim mas isso não impede que as conversas fluam apesar de no ano do meu nascimento já toda a gente soubesse andar de bicicleta sem rodinhas ou mesmo estivesse a preparar as primeiras aulas de código (estou a mentir a jo ainda só cruzava o mundo no seu triciclo rosa mas já sabia dizer freud e bion e outros muchachos do maravilhoso mundo que nos juntou)...
depois a refeições e o arroz óptimo mas sem sal, os grelhados e as sopas, mais as panquecas e outras iguarias que partilhámos na feitura e mais os filmes e os papeis e os meus meninos e os teus livros e as madrugadas rasgadas por risos e silêncios e olhares cúmplices com a minha pirulita e saber que há coisas que nos unem e coisas que nos separam como em todos os grupos recém formados. ser tal qual como sou, com a minha cultura pop, mais as compras e ir até à marina comer um gelado. o casaco que comprei e que é mesmo a minha cara. o group hug das meninas. o último jantar e o regresso à capital, porque hoje é dia de trabalho, mais conversas que tal como as cerejas não se esgotam, temas mais ou menos polémicos, o volante do clk nas minhas mãos pela autoestrada fora e o adormecer de confiança até à porta de casa, o último aceno com o olhar de quem cuida. fim de semana bom mas bom a repetir...
já vos disse que comprei 2 casacos lindos de morrer e deixei na loja as minhas economias do verão...

Sem comentários: