segunda-feira, novembro 03, 2008

94 anos

passam hoje desde o dia em que nasceste e desta data nunca me esquecerei!
esqueci já o dia de verão em que te despediste preocupada com quem é que a partir daí cuidaria de nós... cá me tenho arranjado da melhor maneira que sei e posso, mas sempre, sempre com muitas saudades... que fazem parte de mim e ajudam-me a (re)construir-me e a crescer!

sabes hoje na escola vi o "teu" livro com que ocupava o tempo nas longas tardes que passávamos juntas, em que nos entretínhamos uma com a outra só a ver passar o tempo e a fazer companhia uma à outra, o prazer de estar ali... tudo o que ensinaste, a lembrança de Ti foram a herança mais preciosa que me deixaste, permitem-me, hoje e sempre, que nunca me sinta só!

há um ano estava aqui... e custou-me tanto!
mas já passou ;)


"só que uma pessoa que não tem mortos, não tem vivos também"

sussurrou-me ao ouvido, também, no metro António Lobo Antunes

1 comentário:

Anónimo disse...

que rico pé para receber beijinhos





:p

o mesmo do costume