quinta-feira, agosto 20, 2009

...

paciência é um dos meus atributos, sempre achei que a teria para toda a gente. ontem descobri que há um segmento de pessoas para as quais não tenho a mínima paciência classifiquei-as de ressequidas. não me refiro aos velhos, esses são-me na maioria caros pelo muito que os aprendo, os leio nos sulcos da pele e nas mãos usualmente suaves (os risquinhos na cara não me assustam), os observo, os ouço e me perco nas palavras e nas histórias de vida. também não me refiro a pessoas amarguradas... porque mesmo a amargura tem um colorido, uma suavidade e doçura próprias. percebo agora algumas reacções perante algumas pessoas que, independente da idade, mantive ao largo. era essa a característica comum que só ontem consegui detectar!

1 comentário:

paulavicente.artfactu disse...

Pois é, como alguém disse um dia:
- vivendo e aprendendo.
Mas como também alguém disse um dia, o nosso reconhecimento perante alguns..."requessidos" obriga-nos a parar, pensar e crescer. Portanto, nem tudo é mau.