domingo, julho 05, 2009

estou presa em casa...

... até cumprir a obrigação de entregar o trabalho que me foi proposto bem antes do prazo, assim eu despacho-me mais rápido (gosto pouco de obrigações) e o cliente fica satisfeito. é um cliente de afecto logo o meu corpo responde à obrigação naturalmente. não preciso de despertador para acordar bem cedo, bem disposta, para começar a trabalhar. o meu horário depende completamente de mim (nunca pensei que pudesse correr tão bem e não custasse quase nada. começo a trabalhar com objectivos intermédios bem definidos, cumprir um desses objectivos dá direito a um café ou almoço com amigas, estar presente em jantares de celebração da vida, ir até à praia, conhecer mais um pouquinho do inferno do lobo antunes, tem corrido bem estou a 18 dias do prazo e perspectivo entregar tudo duas semanas antes, patrões satisfeito, funcionária maravilhada consigo própria. já está marcado o cabeleireiro para comemorar, fazer colónias de férias, ter reuniões em torno de outros sonhos, tive tempo de viajar, para fora e cá dentro, para descontrair, para escrever coisas por aqui, para cumprir os meus deveres laborais e para não me cansar em excesso... felizmente os patrões não sabem que tenho um blog de outro modo numa próxima, se a houver, apertariam os prazos e tudo seria mais difícil. em todos os momentos as minhas amigas mais próximas, as do coração, colaboraram, presencialmente ou simplesmente interessando-se pelo decorrer do trabalho. elas são o meu maior tesouro, o segredo deste (e outros) sucesso(s). os meus pais à sua maneira (des)confiaram, tens que comprar dossiers, o que te propões a fazer não é fácil, levantaste sempre tarde, a minha madrasta que me conhece ainda melhor confiou na minha capacidade de me levantar cedo assim tivesse alguma coisa para fazer... e tenho! vou trabalhar que ainda falta um bocadinho e enquanto esse não estiver feito não posso preguiçar à grande... como é meu apanágio!

Sem comentários: