sábado, maio 15, 2010

essa máquina que é o cerebro

há muitos, muitos anos, uma verdadeira eternidade, deixei de ver alguém que me era muito caro.
disseram-me na altura que tinha ficado afectado no que respeita à personalidade... para mim até me despedir manteve sempre a mesma, o carinho, o respeito! foi com ele que aprendi o que era fair play no futebol, fanático do FCP (agora já sei que eras) e ligava-me sempre, nas raras vezes em que o benfas ganhava ao clube dele, a dar uns parabéns e nas outras dizia foi um bom jogo (mesmo quando eu sabia perfeitamente que era mentira) é por isso que ainda hoje o porto é o meu segundo clube. também me ajudou a aprender sobre o respeito pelas escolhas dos outros "é gira a tua tatuagem! quando é que fizeste?" e eu contei, soube mais tarde que detestava tatuagens, uma menina como deve ser nunca faria tal coisa... acho que a minha sorte era ser primeiro sobrinha e só depois menina. hoje tenho um toyota e também acho que no fundo bem lá no fundo, essa escolha teve dedo dele. ensinou-me que não se guia com o pé na embraiagem, porque desgasta e a partir desse dia nunca mais, acho que é por isso que não tenho dificuldade em guiar carros de mudanças automáticas, ainda que goste mais dos outros!
hoje lembrei-me de ti, as saudades que tenho tuas tio!

Sem comentários: