o meu pequeno príncipe...

... hoje faz anos! são 17, está um Homem...
tentei ficar acordada até à meia noite para lhe dar os parabéns mas a idade (e o facto de ultimamente acordar com o sol) já não me permite estas coisas. penso que cheguei a ligar à minha sandrinha, mas já no mundo dos sonhos, ela deve ter percebido!
tem mais ou menos metade da minha idade, o meu pequeno príncipe e uma vida recheada de emoções umas boas outras menos boas e embora, às vezes, o juízo não abunde, tem provado a ele e ao mundo, que está a crescer por dentro, passo a passo e já confia! disse-me um amigo dele que me chamava alma gémea, digo-lhe eu, que o que ele me queria chamar era anjo da guarda. em qualquer dos casos são cargos de grande responsabilidade! eu chamo-lhe filho, o meu "filho às cores", um dos responsáveis por ter adoptado o cacém como minha segunda terra.
o meu filho é leal, com alguma ajuda consegue ter um juízo crítico independente, distinguir o bem do mal, escreve letras e grava músicas, tem talento e espero que algum dia alguém que realmente interesse consiga percebe-lo.
é um diamante em bruto que um sem número de pessoas neste ano e meio têm ajudado a lapidar... mas nasceu com um brilho próprio e vai espalhar magia, porque o sorriso dele ilumina o mundo!
neste dia, este é o meu presente para ti, ainda que não o vás saber...
deixo duas músicas cujas letras me fazem lembrar de ti meu piqueno...

esta mais ao meu gosto...


Search Video Codes


esta mais ao teu gosto...




PARABÉNS MEU DOCE!!!

e parabéns aos teus pais a dona A. e o sr. D.

P.S. depois das dores de cabeças que este menino me deu, já devo estar preparada para ser mãe...

Comentários

nanabrites disse…
há muito tempo que já és "mãe" porque te preocupas com os outros e como ler nas entrelinhas dos olhares.
disse…
:) fizeste-me chorar e sabes como isso é raro em mim!!!
nanabrites disse…
o teu pequeno principe ficou ainda mais pequenino quando leu esta prenda. Porque o sorriso dele ocupou todo o espaço disponível da sala.

Mensagens populares deste blogue

saudades que não se apagam...

como tu nunca...