segunda-feira, junho 28, 2010

bichos...

já consegui interromper a leitura logo no prefácio para partilhar... passo a citar:
"ora eu sou teu irmão, nasci quando tu nasceste, e prefiro chegar ao juízo final contigo ao lado, na paz de uma fraternidade de raiz, a ter de entrar lá tresmalhado como um lobo tresmalhado. ninguém é feliz sózinho, nem mesmo na eternidade. de resto, um conto que te agradou, tem algumas probabilidades de agradar aos teus netos. porque não hão-de eles tirar ninhos quando forem crianças? e, se tal não acontecer, paciência: ficarei um pouco triste, mas sempre junto de ti, firme na consolação simples e honrada de ter sido ao menos homem do meu tempo.
(...)
Teu
Miguel Torga"

Sem comentários: