sábado, junho 12, 2010

está igual...

... cada vez que mostro fotografias antigas a alguém dizem-me "está igual", sorrio e penso... não, não estou, tb me dão sempre idade abaixo da que tenho entre os 21 e os 28 dependendo da idade do interlocutor, os meus putos mais para os 21/25, na escola 23/25, pessoas que aqui e ali vou conhecendo noutros trabalhos ou noutras situações até aos 28 e pára...
costumava ser diferente, aos 14 davam-me 18, entre os 18 e os 20 davam-me a minha idade real a partir daí deram-me sempre menos!
como dizia uma amiga minha de há muitos anos e eu ficava zangada porque nunca me davam a idade que tinha, e eu interpretava isso como "ninguém me leva a sério!", não te preocupes que quando tiveres 80 ninguém te dá mais de 60!
a partir dos 25 passei a gostar de fazer anos, de ficar mais velha, mas para quem vê de fora parece que... estou igual!
não sei a que atribuir este facto! visto que maquilhagem sempre usei pouca ou nenhuma, só em situações excepcionais, sei que me fica bem e basta só um bocadinho que valoriza logo, por isso mesmo não é ritual diário.
continuo a não conseguir habituar-me a usar creme hidratante todos os dias, agora já consigo lembrar-me dia sim, dia não, logo de manhã! não tenho paciência, são coisas que me fazem perder muito tempo.
tenho a sorte de, hoje em dia gostar de quase tudo, não ser esquisita, os pimentos, o excesso de cebola e a comida muito condimentada é que não me convence. adoro sushi, mas a farinheira, o chouriço e a linguiça, ou não fosse eu alentejana, como saladas, de preferência acompanhada por... batatas fritas (a culpa é da minha avô que me habituou mal), peixe grelhado à beira mar é óptimo e um bom bife com molho ou pataniscas de bacalhau com arroz de feijão também... não percebo porque é que tantas vezes me perguntam com admiração, mas tu comes carne?!?!?
pois é por fora estou igual faço um esforço grande para estar diferente mas isso dá tanto trabalho que prefiro estar igual...
agora já tenho resposta estou igual, muito mais madura, mas igualmente parva e a cada ano que passa fico diferente por dentro, mas isso é construção pessoal e quem me conhece bem sabe, que estou um bocadinho diferente.

Sem comentários: